é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 13 de agosto de 2020 às 10h21

Roger garante que mudanças no time não ocorreram por pressão

'Nenhuma pressão me motiva a mudar a equipe', diz o treinador

Victor de Freitas

2020-08-13-10-16_caparogermachado105
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

O Bahia foi a campo nesta última quarta-feira (12) pressionado por uma má sequência de cinco jogos sem vencer, que culminou na perda do título do Nordestão e em um sofrimento para conquistar o troféu baiano contra o Atlético de Alagoinhas, mesmo atuando os jogos de ida e volta das finais “em casa”.

Com a pressão sobre o time e, principalmente sobre o técnico Roger Machado, o desejo da torcida era por mudanças na comissão técnica. Mas isso não aconteceu.

Sendo assim, outra exigência dos torcedores era por modificações na equipe titular, tendo em vista o mau rendimento nos jogos passados, e isso de fato ocorreu na partida de estreia na Série A.

Na defesa, Douglas e Nino foram efetivados como titulares; Ernando assumiu o lugar de Lucas Fonseca. No meio e ataque, Daniel entrou na vaga de Fernandão e empurrou Rodriguinho para jogar como atacante. Mudanças jamais feitas pelo técnico em jogos anteriores.

Mas, em entrevista após o triunfo por 1 a 0 sobre o Coritiba, Roger Machado afirmou que nenhuma mudança aconteceu por conta de pressão e nem por quase ter sido demitido.

“Como profissional do futebol há quase 30 anos, eu procuro administrar as pressões o mais naturalmente possível e não permitir que elas influenciem nas minhas decisões. A escalação e a forma, os nomes e as características eu defino com a minha comissão técnica. Nenhuma pressão me motiva a mudar a equipe”, afirmou o treinador.

Pressão após finais regionais

“Além de todo o elemento de estreia, tudo que envolve emocionalmente uma estreia, emocionalmente, mesmo depois de a gente ter conquistado um título baiano, infelizmente ter perdido a Copa do Nordeste, parece que nós entramos numa crise, num parafuso. Isso tira a energia dos jogadores também. Então por isso era importante vencer”.

O Bahia volta a campo no domingo, contra o Red Bull Bragantino, pela terceira rodada da Série A.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.