é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 06 de fevereiro de 2020 às 00h23

Roger diz estar decepcionado e vê pressão aumentar após eliminação

Treinador falou sobre a queda na primeira fase da Copa do Brasil

Victor de Freitas

2020-02-06-00-13_caparogermachado111
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

O Bahia perdeu por 1 a 0 e deu adeus à Copa do Brasil logo na primeira fase. Depois da eliminação precoce, o técnico Roger Machado concedeu entrevista coletiva.

Em sua análise sobre a eliminação vexatória na primeira partida da Copa do Brasil, o treinador tricolor afirmou estar se sentindo decepcionado e triste, além de entender que a pressão passará a ser maior depois de um insucesso no torneio nacional.

“Decepção, tristeza, assim como o nosso torcedor. O futebol não é injusto. Nós criamos muito durante a partida, mas quem fez o gol foi o nosso adversário, no final do segundo tempo. Sair na primeira fase nos entristece muito. A partir de agora, a gente sabe que a pressão aumenta muito em cima do trabalho, dos jogadores. No final de semana, nós temos o Ba-Vi pela Copa do Nordeste. Naturalmente, com esse insucesso, nós não conseguimos transformar a boa atuação nos gols que precisávamos, a frustração de estar fora da Copa do Brasil na primeira fase. Decepcionante, fato. Agora é refletir, ser mais forte do que nunca, para continuar o trabalho”, falou o treinador.

Roger também diz que a eliminação impacta diretamente nas projeções do clube para o ano de 2020, tanto pelo lado esportivo, como também por razões financeiras – o clube projetava lucrar pelo menos R$ 5,9 milhões no torneio e ficou com apenas R$ 1,1 milhão.

“Peso da derrota é grande. Mais do que a derrota, é a eliminação, ficar fora deste torneio, que o clube projetava muito, idealizava muito, como todos os outros anos. Sair de forma precoce nos entristece, decepciona, decepciona o torcedor. Agora temos que encarar as consequências dessa eliminação, se reerguer, estar mais forte do que nunca, não apontar os culpados, os responsáveis. O responsável maior é o treinador. A minha responsabilidade eu assumo toda, para que os atletas possam trabalhar. Mas este momento é de reflexão e tristeza, pela eliminação precoce na Copa do Brasil”, disse.

Chances perdidas e gol do River

"Nós criamos muitas oportunidades, tanto no primeiro como no segundo tempo. O adversário frequentou pouco a nossa área. Mas foi numa jogada de bola parada que nós tomamos um gol, que decretou nossa eliminação. O que me frustra, e que eu tenho certeza que frustra o torcedor, não foi o número de gols que perdemos, porque nós construímos. Foi tomar um gol perto do final do jogo, que dá a classificação ao adversário".

O Bahia volta a campo já neste sábado (08), contra o Vitória, pela Copa do Nordeste.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.