é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 29 de junho de 2020 às 14h18

Juninho fala sobre possível retorno e quer Bahia melhor do que antes

Zagueiro admite insegurança por volta imediata das competições

Victor de Freitas

2020-06-29-13-49_capajuninho27
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

As competições de futebol em todo o país devem retornar no mês de junho, de acordo com informações que saem dos bastidores de conversas entre dirigentes e também segundo relato do presidente tricolor, Guilherme Bellintani, nessa segunda-feira.

Na região do Nordeste, ainda não há data para o retorno da competição regional, assim como também existe somente uma projeção de volta do Baianão para o fim do mês de julho.

Entrevistado do dia no CT Evaristo de Macedo, Juninho falou que espera por segurança no retorno dos jogos, mas que ainda não é o momento ideal.

“Para voltar, segurança vai ter. Mas não acho que seja o melhor momento para o futebol. Segurança a gente tem aqui no clube. Vai ter nos jogos. Mas não acho momento apropriado para voltar o estadual nesse momento”, falou o zagueiro.

Juninho também admite sentir insegurança sobre o retorno do Cariocão, primeira competição de futebol a ser retomada no Brasil em meio à pandemia de coronavírus.

“As notícias todos sabem. Quando a gente soube que ia voltar o Carioca, a gente ficou com receio. Nem treinando a gente tinha voltado a ser presencial. A gente fica um pouco inseguro, mesmo sabendo que aqui não tem nem data para voltar. Acho que esse não é o melhor momento para voltar, apesar de estar treinando”, afirma.

Bahia melhor do que antes da paralisação

Apesar de admitir insegurança sobre o retorno dos jogos, Juninho também garante que o Bahia tem condições de voltar a campo com um desempenho ainda melhor do que antes da parada.

“A gente está iniciando a terceira semana, quase finalizando a parte física. Creio que a gente pode voltar ainda melhor do que terminou, com a sequência boa que a gente estava conseguindo”.

Risco de lesões

“Risco de lesão, viagens, isso prejudica. Prazo curto entre um jogo e outro. Por isso a gente tem que estar concentrado ao máximo e ciente de como vai ser o Brasileiro nesse ano”.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.