é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Marketing

Publicada em 13 de fevereiro de 2019 às 12h26

Jornal francês destaca Bahia como exemplo de clube com marca própria

L'Equipe destaca marca Esquadrão em reportagem sobre clubes de futebol que deixaram para trás empresas famosas

Victor de Freitas

2018-09-27-01-58_esquadraocamisa
Fonte: Divulgação / EC Bahia

Em 2018, o Bahia inovou ao deixar para trás os tradicionais contratos com famosas fornecedoras de material esportivo para criar sua própria marca de uniformes e inúmeras outras peças oficiais.

Destaque dentro do Brasil pela inovação e engajamento conquistado na criação da marca, concurso e votação popular para escolha dos novos uniformes e ações de marketing, o Bahia também chamou atenção fora do país, sendo destacado pelo jornal francês L’Equipe como um exemplo.

Maior jornal esportivo da França, o L’Equipe publicou uma reportagem na qual cita os benefícios que clubes podem ao abrir mão de contratos tradicionais e produzirem seus próprios uniformes.

“A marca foi criada para aumentar a receita feita através dos uniformes, permitindo ao clube ter maior autonomia no processo de produção”, explicou Nelson Barros Neto, gerente de comunicação do Bahia, ao periódico francês.

O jornal também cita o ponto de vista financeiro como um fator positivo para o Bahia com a marca Esquadrão, uma vez que passou a receber R$ 35 por camisa vendida – antes, recebia apenas R$ 10.

Em três meses, o Bahia recebeu mais da metade do valor de um ano inteiro de contrato com a Umbro.

E o futuro?

A dúvida levantada no texto é sobre o futuro do projeto. O jornal cita que clubes europeus já tentaram uma proposta semelhante, mas que não conseguiram manter a longo prazo, como Borussia Dortmund entre 2000 a 2004 e La Havre-FRA, em 2015.

Por outro lado, o Southampton, da Inglaterra, conseguiu se manter com marca própria por dez temporadas, entre 1998 a 2008, retornando em 2014/15, mas sem o mesmo sucesso de antes.

Atualmente, o Bristol City, da segunda divisão inglesa, está apostando nesta tendência.

Dentro do Brasil, Bahia e mais 16 clubes estão apostando em uma marca própria. Além do Esquadrão de Aço, Fortaleza e CSA são outras equipes de Série A que fazem seus uniformes.

2019-02-13-12-14_jornalfrances
Fonte: Reprodução / Lequipe.fr

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.