é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 15 de julho de 2019 às 13h10

Giovanni destaca trabalho com Roger e foca em sucesso no Bahia

Lateral exalta oportunidade de trabalhar sob o comando do técnico Roger Machado

Victor de Freitas

2019-07-15-13-04_capagiovanni1
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

Após a venda de Paulinho, o Bahia foi rapidamente ao mercado e anunciou a contratação de Giovanni. Com uma passagem recente pela Ponte Preta, o jogador falou sobre sua chegada ao Esquadrão com a expectativa de dar a volta por cima na temporada.

Em suas primeiras palavras como jogador do Bahia, Giovanni destacou a oportunidade de defender a camisa tricolor e afirmou já estar vivendo a expectativa de estrear no próximo final de semana, por conta da suspensão de Moisés.

“Primeiramente gostaria de agradecer a oportunidade de vestir essa camisa, a confiança que me foi depositada. Espero realmente mostrar potencial e conquistar o torcedor. Pode ser que aconteça a estreia no sábado, Moisés está suspenso. Vou trabalhar bem essa semana, entrosar com o grupo. Cheguei em uma semana importante, com mata-mata pela Copa do Brasil. Essa semana será importante para entrosar com a rapaziada e, quem sabe, fazer uma boa estreia no sábado”, disse o lateral.

Com apenas dez partidas realizadas no primeiro semestre, Giovanni explicou sua passagem apagada pela Ponte Preta. Para ele, uma lesão e a falta de continuidade em sua posição foram os motivos para não obter sucesso no clube.

“As coisas não aconteceram da forma que planejei. Cheguei em uma condição... Por mais que jogue em duas ou três funções, gosto mais de jogar mias de lateral. Cheguei jogando de ponta, posição carente no elenco, vinha jogando bem, tive uma lesão que me atrapalhou, o clube trocou de treinador e atravessa momento financeiro complicado”, disse.

Chance de trabalhar com Roger Machado

“Momento importante para mim, estou aberto a estar sempre aprendendo. Tenho a oportunidade de trabalhar com Roger, com as pessoas que estão no Bahia. Para mim é muito importante e estou muito feliz”.

“(Roger é um) Cara muito aberto, um cara que já foi jogador, sabe nosso linguajar. Às vezes a gente troca de clube e fica ansioso, não conhece nenhum jogador, ele é um cara que chega e conversa. Fica muito fácil de trabalhar. A conversa inicial foi para dar confiança, mostrar que confia na gente, isso ele faz com todos os jogadores para que a gente possa dar o nosso melhor dentro de campo”.

Estrutura do Bahia

Muito bom, vê a organização tanto dentro quanto fora de campo. Momento vitorioso da equipe, momento muito bom, em que as coisas estão acontecendo. A gente sabe que tem uma semana decisiva, vê um clima muito positivo no clube, na cidade. Chegar em momento assim é importante. Espero chegar com o pé direito

Cobranças de Roger

“Verdade, dá dicas e a cobrança ainda é maior. Foi vitorioso na função. A gente precisa sempre estar aprendendo com os melhores. E ele foi um dos grandes da posição”.

Copa do Brasil

“A gente fica triste por não poder jogar. Em momento como esse fica marcado na história dos grandes jogadores, na história do clube. Queria estar dentro de campo. Infelizmente não posso. Vou ficar de torcedor na quarta-feira, dar um apoio extra que a gente vai conseguir um grande resultado. Se Deus quiser faremos história”.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.