é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 11 de março de 2020 às 13h43

Ferraz diz como o Bahia pode usar recursos de venda do Fazendão

Destino dos recursos será decidido pela diretoria executiva e conselheiros

Victor de Freitas

2020-03-11-13-32_capavitorferraz5
Fonte: Divulgação / EC Bahia

Em reunião na última segunda-feira (11), o Bahia deu mais um passo para a venda do Fazendão, após aprovação do Conselho Deliberativo do Clube. A partir de agora, resta apenas os sócios aprovarem o Edital para que o centro de treinamento possa ser negociado.

Com ofertas pelo imóvel, a diretoria executiva do clube trabalha junto com o Conselho Deliberativo para decidir como os recursos de uma possível venda do Fazendão serão utilizados pelo clube.

Em entrevista ao Programa do Esquadrão, o vice-presidente Vitor Ferraz, que participou ativamente da retomada do patrimônio do clube, disse que o valor a ser recebido pode ser investido no CT Evaristo de Macedo ou investido para o pagamento de dívidas trabalhistas.

"Do ponto de vista estatutário, não há um ponto sobre a destinação de recursos. Por ser um imóvel por ter um valor patrimonial e simbólico, a gente chegou a um consenso ser de bom tom que o destino seja decidido com a diretoria executiva e o Conselho Deliberativo. Muito se fala em um aporte no CT Evaristo de Macedo para incrementar coisas que podemos fazer. Há também uma possibilidade, que a diretoria defende, de utilizar parte do recurso para quitar dívidas do clube e acelerar esse processo de dívidas trabalhistas. Entendemos que seja importante que parte desse valor vá para essa quitação", contou o dirigente.

Propostas recebidas

Mesmo sem revelar valores, Vitor Ferraz garante que as ofertas recebidas pelo clube estão sendo compatíveis com a avaliação feita pelo clube.

"Já recebemos propostas e elas foram levadas ao conhecimento do Conselho Fiscal e da Comissão de Patrimônio. A gente entende que precisa resguardar informações porque o prazo continua aberto e interessados podem mandar propostas. São valores compatíveis e a gente avança para uma fase de negociação direta, aguardando propostas que possam chegar".

Reunião com Conselho e Assembleia de sócios

“A gente teve uma reunião importante com o Conselho e foi discutido o parecer elaborado pela casa em relação à possibilidade de venda do CT. O rito estatutário determina que para uma alienação de imóvel, é necessário que haja a submissão do tema ao Conselho Deliberativo e Fiscal para que esses sejam apresentados para a Assembleia Geral, que vai determinar se o imóvel será vendido. Superamos essa etapa".

O Bahia publicou um edital de concorrência para a venda do Fazendão no final de dezembro.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.