é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Sulamericana

Publicada em 12 de fevereiro de 2020 às 23h29

Esquadrão joga bem e vence o Nacional na estreia da Sulamericana

Antes do apito inicial, o momento era de tensão para o Bahia, que conseguiu se impor e vencer bem o Nacional do Paraguai

Da Redação

Na estreia na Copa Sul-Americana, o Bahia se impôs diante do Nacional do Paraguai e venceu por 3 a 0 na noite desta quarta-feira, na Arena Fonte Nova. Gilberto, Gregore e Élber foram os autores dos gols do Esquadrão de Aço.

Com o resultado, o Tricolor pode até perder por dois gols de diferença na partida da volta, marcada para o dia 26 de fevereiro, às 19h15, no Paraguai. Como não tomou gol, caso marque um gol no jogo de volta, o Nacional precisaria fazer 5 gols para se classificar para a segunda fase da Copa Sul-Americana.

Antes do apito inicial, o momento era de tensão para o Bahia. Sob forte pressão desde a eliminação da Copa do Brasil, o Tricolor tinha a missão de deixar para trás a desconfiança que pairava sobre si. 

O JOGO

Os primeiros minutos foram uma repetição da sina do Bahia neste ano: boa articulação, criação e até certo volume de jogo, errando muito o último passe, sem finalizar. Diante de um Nacional-PAR de marcação forte, que apostava no contra-ataques, o time baiano conseguia chegar ao ataque e contava com a boa movimentação de Élber, Clayson e Rossi na frente. O problema era o de sempre: acertar o pé.

Porém o Nacional assustou no início do jogo. Após cruzamento de Beltrán, Juninho rebateu e Zaracho pegou de primeira. A bola passou ao lado da meta defendida por Anderson. Aos 13 minutos, Costa avançou em velocidade e fez fila na defesa do Bahia. Ele finalizou rasteiro, mas o goleiro Anderson evitou o gol do Nacional.

Com 18, o Esquadrão tentou com Élber. O camisa 7 recebeu de Clayson na entrada da área e bateu com o pé direito. A bola passou por cima. O grupo não desistiu e intensificou os ataques. Aos 39, a premiação: Rossi tabelou com Flávio e tocou para Gilberto abrir o placar. Dois minutos depois, Gregore recebeu na intermediária, ajeitou e bateu para fazer um golaço na Fonte Nova.

O Bahia voltou do intervalo com o mesmo ímpeto do primeiro tempo. Logo aos quatro minutos, Élber, em grande noite, aproveitou um rebote e fez o terceiro do Tricolor. Por volta dos 20 minutos o ânimo arrefeceu, e o Nacional conseguiu chegar ao ataque. Ainda assim, Anderson estava lá a postos para afastar o perigo: foi assim em chutes de Benítez e em chegada de Villagra.

Em vantagem, Roger resolveu se fechar mais: tirou Rossi e colocou Jadson em campo. Com isso, o Bahia administrou o placar até o fim da partida com eficiência e sem dar muitos espaços ao time adversário.

O Bahia volta a campo neste sábado, contra o Ceará, em Fortaleza, em partida válida pela quarta rodada da Copa do Nordeste.

FICHA TÉCNICA

Bahia 3 x 0 Nacional-PAR
Copa Sul-Americana- 1ª fase (jogo de ida)
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador
Data: 12/02/2020 (quarta-feira)
Horário: 21h30
Árbitro: Roberto Tobar (CHI)
Auxiliares: Claudio Rios e Alejandro Molina (ambos do CHI)
Cartões amarelos: Garay (Nacional-PAR)
Gols: Gilberto, Élber e Gregore (Bahia)
Bahia: Anderson; João Pedro, Lucas Fonseca, Juninho e Juninho Capixaba; Gregore, Flávio e Rossi (Jadson); Clayson (Arthur Caíke), Élber e Gilberto (Fernandão). Técnico: Roger Machado.
Nacional-PAR: Juan Espínola; Juan Franco, Ricardo Garay, Luís Cabral e Farid Díaz (Duré); Danilo Santacruz (Benitez), Cristián Riveros e Alexis González (Villagra); Edgar Zaracho; Franco Costa e Guillermo Beltrán. Técnico: Roberto Torres.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.