é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 13 de março de 2019 às 22h41

Enderson lamenta má atuação e fala sobre chance de demissão

"No momento que eles acharem que não é mais interessante, eu só tenho que respeitar", diz Enderson sobre possibilidade de deixar o cargo

Victor de Freitas

2019-03-13-22-29_capaenderson18
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

O Bahia sofreu uma dolorida derrota por 1 a 0 para o Sergipe na noite desta quarta-feira (13). O resultado vexatório fez mais uma vez a torcida exigir uma mudança no comando técnico do time.

Após a partida, o treinador Enderson Moreira avaliou o desempenho de seus jogadores em campo e também falou sobre sua situação no cargo.

“É claro que é uma grande decepção para todos nós. Mais do que o resultado, foi uma atuação muito abaixo, mesmo tendo criado várias oportunidades. O Bahia tem um dos melhores diretores de futebol do Brasil, tem um presidente e um vice-presidente que pensam muito no clube. No momento que eles acharem que não é mais interessante, eu só tenho que respeitar. Então estou sempre tentando fazer o meu melhor e acho que essa é minha consciência”, avaliou.

Apesar de mais um vexame na temporada, Enderson garante que o grupo está comprometido em busca de melhores resultados.

“Eu posso assegurar para vocês que o Bahia tem um grupo que trabalha muito. Eles estão muito imbuídos no objetivo do clube e o ambiente nosso é sempre muito. É claro que o Bahia fez um grande investimento nesse ano, a expectativa é enorme, só que isso demanda tempo. Mas eu posso garantir que os atletas estão comprometidos com o Bahia acima de tudo”, disse.

Cobranças da torcida

"O torcedor que veio aqui quer o resultado. Quando isso não acontece, estamos sujeitos a escutar a insatisfação. É um sentimento deles do que eles estão vendo".

Avaliação sobre a temporada de 2019

“Eu vejo algumas coisas boas. Eu vejo sempre que o Bahia é uma equipe que comanda o jogo, que cria sempre as melhores situações e criar muito mais situações que os adversários. Isso eu acho positivo. O negativo é que a gente não consegue fazer com que essas oportunidades criadas possam se transformar em gols e isso faz com que a gente tenha resultados muito aquém daquilo que a gente tem como expectativa”.

Acompanhamento da diretoria

"Uma coisa é acreditar no trabalho. Eles (diretores) acompanham, sabem o que a gente tem feito. O questionamento não é do trabalho, é do resultado. Quem acompanha sabe que estamos tentando fazer o melhor, apostando em jovens atletas, que possam ter destaque. A gente não quer só trabalhar com consagrados. Um clube como o Bahia muda o seu patamar com sequência no Campeonato Brasileiro e que seus atletas da base possam virar dinheiro para diminuir a diferença para os demais clubes".

Tentando evitar um vexame no Estadual, o Bahia entra em campo às 16h de domingo (17), contra o Jequié.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.