é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Brasileiro

Publicada em 21 de março de 2020 às 12h02

Comissão Nacional de Clubes propõe férias e redução salarial

CNC quer dar férias aos jogadores, a partir de segunda-feira, e reduzir salários após um mês

Victor de Freitas

2020-03-17-11-26_capabellintnani42
Bahia é um dos representantes da Comissão (Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia)

Nesta última sexta-feira (21), representantes da Comissão Nacional de Clubes se reuniram, via Internet, para iniciar conversas por alternativas que diminuam o impacto do período de suspensão nas atividades do futebol. Com o aumento dos casos de coronavírus e da projeção de pico esperada para os próximos meses, dirigentes se preocupam com o pagamento de seus compromissos com atletas.

Na Série A, os representantes da CNC são os presidentes de Bahia, Palmeiras, Fluminense, Atlético Mineiro e Grêmio. Após a reunião, Mário Bittencourt, presidente do Fluminense, foi quem enviou as propostas para sindicatos de atletas profissionais, como a Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol (FENAPAF).

“A primeira pauta é a diminuição de impacto nos clubes. São várias situações que podem ser sugeridas ao governo. Não discutimos isso ainda (calendário) na Comissão de Clubes. Não estamos avançando sinal de nada. Nossa preocupação é a sobrevivência nos próximos três meses”, disse o presidente do Grêmio, Romildo Bonzan Junior.

“Vi o Ministro da Saúde falando que a crise pode começar a acalmar só em agosto. Imagina, agosto? O ano já acabou. Então eu acho que qualquer decisão no futebol tem que ser tomada de forma única, que abrange todos os clubes, federações, jogadores. Estamos falando de semanas, meses de inatividade. Há despesas para honrar, mas as receitas não vão entrar mais neste período. É algo urgente, muito importante e, ao mesmo tempo, que carece de busca por respostas”, falou o presidente do Atlético Mineiro, Sérgio Sette Câmara.

O GloboEsporte.com revelou as propostas feitas pela Comissão Nacional de Clubes aos representantes dos atletas:

Proposta sobre férias - conceder imediatamente a todos os atletas o gozo de 30 (trinta) dias de férias coletivas com início em 23.03 e término em 21.04, antecipando qualquer período de férias proporcionais que os atletas venham a adquirir durante o restante de 2020, em qualquer clube que venha a jogar ainda em 2020. Todavia apesar de antecipar para agora os 30 dias de gozo, o pagamento das férias seria diferido, sendo 50% do valor agora, a ser pago pelo atual empregador e os outros 50%, com o 1/3 integral, a ser pago até 31.12.2020.

Se o atleta trocar de clube antes de 31.12.2020, o novo clube ficará responsável pelo pagamento dos 50% restante, bem como de 50% do 1/3, cabendo ao Clube atual quando da rescisão pagar sua parte dos 50% do 1/3.

Dessa forma, haveria uma uniformização do calendário e o gozo de férias do atleta por determinado clube afastaria o direito ao gozo por eventual novo empregador, vez que todos os dias de férias de 2020 serão antecipados.

Férias de final de ano de 24/12 a 02/01/2021.

Após férias coletivas não sendo possível volta campeonatos, redução da remuneração (CLT e imagem) em 50% por 30 dias, com treinamento em casa.

Após 30 dias de redução da remuneração mantendo a impossibilidade de competir suspensão do contrato de trabalho até que se retorne as atividades, com a prorrogação dos contratos dos prazos dos contratos pelo período de suspensão.

parcelamento das rescisões em até 5 vezes.

* contratos que se encerrem neste período serão prorrogados até a data final dos estaduais”.

As propostas valem para todos os clubes das Séries A, B, C e D. No entanto, também é discutida a possibilidade de abertura de uma linha de crédito para salários dos jogadores de clubes pequenos.

Uma nova reunião entre os membros da Comissão Nacional de Clubes será realizada nos próximos dias, já com respostas por parte de advogados e representantes dos sindicatos dos atletas.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.