é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Baiano

Publicada em 21 de abril de 2019 às 19h49

Bellintani celebra título e valoriza retomada da hegemonia estadual

"Hoje a gente tem um clube unido e é isso que faz a força do Bahia", diz o presidente

Victor de Freitas

2019-04-21-19-32_capacampeaobaiano2019
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

Na tarde deste domingo (21), o Bahia conquistou mais um bicampeonato baiano com um triunfo apertado, em uma partida sofrida e emocionante. Ao fim dos 90 minutos, o triunfo por 1 a 0 garantiu a 48ª taça de campeão estadual para o Tricolor.

Dos 48 títulos estaduais que o Bahia possui, cinco deles foram conquistados nas últimas 10 edições. A retomada da hegemonia no estado é um fato celebrado pela torcida e pela diretoria do clube.

Em meio à festa do título, o presidente Guilherme Bellintani destacou a importância de voltar a ser o time com mais títulos em uma década de Baianão depois ver o rival dominar a competição no fim do século XX e na primeira década do século XXI.

Desde 2010, o Bahia conquistou o Baianão em 2012, 2014, 2015, 2018 e 2019, sendo o maior campeão deste período. O rival ficou com quatro conquistas (2010, 2013, 2016 e 2017) e o Bahia de Feira com uma (2011).

“Muito bom isso. A gente viu de perto, nós torcedores, um Bahia que foi estraçalhado no começo dos anos 2000, que foi estraçalhado de forma muito dura. A gente viu uma possibilidade muito clara de o Bahia simplesmente sumir, por suas dívidas, por estar na Série C. A própria torcida tomou o clube para ela em 2013. Desde então, eu sou o terceiro presidente. Cada pessoa que passou por isso, cada conselheiro, cada torcedor, cada sócio, sabe do valor dessa reconstrução, que ainda está só no começo, que tem muita dificuldade, que vai ter muita dificuldade, mas o gigantismo que o Bahia teve vai ser retomado”, falou o presidente do Esquadrão.

Reconstrução do clube por meio da democracia

"Não é o trabalho do campeonato em si, é o trabalho do clube. Hoje a gente tem um clube unido e é isso que faz a força do Bahia. A gente tem um clube que não se rende, um clube que está se reconstruindo. O título é importante nesse aspecto. O importante é mostrar que desde 2013 vem passando por uma transformação muito grande e cada passo que a gente dá é importante. Hoje eu sinto mais um tijolinho reconstruindo esse grande castelo que é o Bahia", disse, ao Bahia Notícias.

Finais contra o Bahia de Feira

"O Bahia de Feira fez duas finais espetaculares, é melhor assim. Nada na história do Bahia é simples, nada na história do Bahia é fácil. Parabéns demais a Jodilton, a Tiago, ao Bahia de Feira que faz um trabalho excelente. É muito difícil fazer futebol no interior, a gente sabe disso e o Bahia de Feira montou um time extremamente competitivo, vendeu caro o nosso título. Está de parabéns também!".

Mais um tabu para quebrar em 2020

Atual bicampeão do estado, o Bahia vai buscar o tricampeonato em 2020. Esta sequência de três títulos de campeão baiano não acontece desde o tri de 1986 a 1988.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.