é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Baiano

Publicada em 08 de agosto de 2020 às 18h50

Bahia vence o Atlético-BA nos pênaltis e é tricampeão baiano

Esquadrão venceu por 7 a 6 nas penalidades

Victor de Freitas

2020-08-08-18-06_capabahiafinalbaiano20203
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

O Bahia é o campeão baiano de 2020! Na tarde deste sábado (08), o Esquadrão de Aço empatou em 1 a 1 com o Atlético de Alagoinhas, no tempo normal, mas levantou o troféu após vencer nos pênaltis.

A conquista é a terceira consecutiva do Bahia, campeão baiano entre 2018, 2019 e agora em 2020.

O JOGO

Depois de um empate sem gols no jogo de ida, Bahia e Atlético entraram em campo buscando o resultado positivo para sair de campo como campeão.

Pelo lado do Bahia, o técnico Roger Machado escalou os jogadores titulares, buscando dar mais qualidade à equipe.

Porém, foi o Carcará quem chegou ao ataque perigosamente nos primeiros minutos. O lateral-esquerdo Felipinho fez Douglas trabalhar aos cinco minutos e acertou as redes pelo lado de fora em seguida.

Mesmo com o time considerado como titular, o Bahia repetiu os mesmos erros cometidos no duelo de ida. Sem criatividade, a equipe esbarrava na defesa adversária e pouco dava trabalho ao Atlético.

A primeira e única chegada com perigo dentro da área atleticana aconteceu no último momento do primeiro tempo, com Juninho Capixaba. Mas o lance nem sequer valeu, sendo anulado por impedimento.

SEGUNDO TEMPO

Ainda no intervalo, Roger Machado promoveu duas mudanças, colocando em campo jogadores que vinham sendo titulares no Estadual. Daniel e Saldanha entraram nos lugares de Fernandão e Flávio.

Assim como na primeira etapa, o Atlético foi quem levou perigo nos primeiros dez minutos, em duas finalizações feitas pelo volante Dedeco, que passaram raspando a trave de Douglas.

Pelo lado do Esquadrão, a primeira finalização perigosa em toda a partida aconteceu apenas aos 11 minutos do segundo tempo. Após cruzamento rebatido pela defesa do interior, Daniel chutou forte, de fora da área, e quase fez um golaço.

Atlético de Alagoinhas abre o placar

E quem balançou as redes foi o Carcará, que dominava as ações ofensivas desde o começo de jogo. Magno Alves, de 44 anos, recebeu passe livre de marcação perto da grande área e chutou para abrir o placar.

Depois de ter sofrido o gol, o Bahia tentou se lançar ao ataque a qualquer custo. Para tentar aumentar a efetividade do time, Roger mandou Clayson a campo, na vaga de Rossi.

A resposta tricolor ao gol adversário aconteceu em finalizações de Élber.

Empate do Bahia

Mas o empate foi marcado pelo meio-campista Daniel. Após bate rebate na grande área, o volante Ronaldo recuperou a bola em cima da linha de fundo e cruzou para o chute do camisa 8. Gol!

Pressão no fim, mas empate persiste após 90 minutos

Após o empate, o Bahia, finalmente, assumiu o controle do jogo e passou a criar inúmeras chances de virar o placar. Em uma delas, Élber acertou a trave, aos 32 minutos.

Porém, mesmo com a pressão na reta final a bola não entrou e a decisão foi para as penalidades.

Decisão por pênaltis

Nas penalidades, Marco Antônio foi o único que perdeu para o Bahia. Élber, Clayson, Juninho, Saldanha, Juninho, Nino e Gregore balançaram as redes.

Pelo lado atleticano, Magno Alves errou a primeira cobrança e Douglas defendeu o pênalti decisivo de Dedeco.

Ao todo, o placar foi de 7 a 6.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.