é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 23 de abril de 2020 às 10h01

Bahia projeta perda de pelo menos 20% das receitas

Presidente tricolor diz que prejuízo total ainda é incalculável

Victor de Freitas

2020-02-07-08-26_capabellintani41
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

A paralisação no futebol por causa do coronavírus impacta diretamente nas finanças dos clubes. No Bahia não é diferente. A diretoria tricolor estima uma perda significativa nas receitas projetadas para o ano.

Segundo o presidente Guilherme Bellintani, ainda não há como prever o prejuízo total que a paralisação causará nos cofres do Esquadrão de Aço, mas que pelo menos 20% das receitas serão perdidas.

O prejuízo é grande, é incalculável ainda. Eu não estimo que a gente saía disso com menos de 20 ou 30% de perda de receita”, explicou em entrevista ao Bahia Notícias.

O clube tem sofrido com a queda das receitas no que se diz respeito à bilheteria, maior taxa de inadimplência dos sócios e por causa da suspensão de pagamentos dos direitos de transmissão por parte da Turner e da Globo durante o período sem jogos.

"Desde o começo da crise, eu falava que os clubes aguentavam entre 45 e 90 dias a depender do tamanho do clube e do comportamento das receitas. O comportamento das receitas é o pior possível. Estamos tendo cortes dos contratos de TV, a Turner não pagou o que deveria pagar no dia 15 de abril, não houve pagamento. A Globo tinha que pagar agora no dia 30 e já disse que está estudando se vai ou não pagar"

"A gente tem zero de bilheteria de arrecadação, tivemos uma queda natural no plano de sócios, apesar de que tenho que agradecer muito aos sócios do Bahia que estão mantendo em dia. Essas pessoas vão fazer a diferença do clube no futuro. Quem conseguir manter hoje o plano de sócios em dia vai marcar história do clube. Marcar como o clube pode sair mais forte nesse momento. Quem simplesmente não puder, por questões financeiras, a gente tem que compreender. Mas aquele sócio que está vendo o Bahia como uma relação de consumo, se não está tendo jogo vai cancelar o plano de sócio, esse infelizmente está colaborando diretamente para que o clube tenha mais dificuldade ainda. Não vamos ver o Bahia como uma relação de consumo, vamos ver o Bahia como sua propriedade, o seu clube, a sua casa e você tem que ajudar a manter nesse momento mais difícil. O Bahia é dos sócios, é do torcedor e cada um pode fazer um esforço maior".

Por outro lado, o Bahia já chegou a acordo com jogadores, membros da comissão técnica e diretoria para readequação de salários durante esse período de quarentena. Segundo Bellintani, os jogadores foram compreensivos e entenderam a necessidade de diminuir seus vencimentos.

 
leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.