é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Brasileiro

Publicada em 19 de maio de 2020 às 14h04

Bahia pode abrir mão do Baiano por Brasileirão sem mudanças

‘A luta é para manter a competição intacta’, diz Bellintani sobre a Série A

Victor de Freitas

2019-06-21-18-06_capabolafazendao
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

O objetivo dos clubes da Série A é de manter o formato do Campeonato Brasileiro inalterado em 2020, custe o que custar. Segundo Guilherme Bellintani, o clube poderia, inclusive, abrir mão de disputar o restante do Estadual para que a competição nacional seja continuada com 38 rodadas.

De acordo com o presidente do Esquadrão, o interesse inicial do clube é de disputar as quatro competições que lhe restam em 2020, com prioridade total para a disputa do Campeonato Brasileiro. A parte financeira é o que mais pesa para a luta pela manutenção do formato de turno e returno.

“A princípio, o nosso desejo é de voltar com todas as competições. A gente tem esse desejo, mas sabe que é difícil. O Campeonato Brasileiro é o que a gente mais vai lutar para manter a fórmula de 38 rodada, pois envolve muito dinheiro. É o contrato mais representativo de TV que nós temos. E aí na verdade é para permanecer com a competição de 38 rodadas. Para o pessoal do Vitória que pergunta, a Série B também eu imagino que é por isso que os clubes estão lutando. A gente, no caso na Série A, vai lutar bastante para manter o formato da competição e a Série A intacta”, explica Bellintani.

O mandatário tricolor também diz que estaria disposto a abrir mão do Estadual para que não atrapalhe a formatação da Série A com 38 rodadas, mesmo que o torneio nacional de 2020 precise ser disputado até fevereiro de 2021.

Logicamente, isso pode significar abrir mão de outras competições, eventualmente, como por exemplo o Campeonato Baiano. Mas isso a gente deixa para discutir com a federação e os clubes. Então, o nosso desejo é manter toda a formatação do campeonato, mesmo que ele tenha que chegar em janeiro ou fevereiro. Não tem problema”, diz.

Inicialmente, o Brasileirão estava marcado para acontecer entre maio a dezembro. Ainda sem estimativa de retorno das atividades, a CBF precisará reformular totalmente o seu calendário, sobretudo a tabela do campeonato.

Confira a entrevista de Bellintani na qual ele fala sobre o assunto (a partir de 19:30):

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.