é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Nordestão

Publicada em 01 de agosto de 2020 às 17h58

Bahia perde por 3 a 1 e se complica na final do Nordestão

Esquadrão falhou defensivamente e ficou em situação ruim na final

Victor de Freitas

2020-08-01-17-11_capabahiaxcearafinal
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

O Bahia sofreu uma derrota por 3 a 1 para o Ceará no jogo de ida da final da Copa do Nordeste e ficou mais longe da conquista do troféu.

Com a derrota no primeiro jogo, o Tricolor precisará vencer por pelo menos dois gols de diferença na partida de volta para ter a possibilidade de levar a decisão aos pênaltis.

O Bahia só ficará com o título no tempo normal em caso de um triunfo por três gols de diferença.

A partida de volta acontecerá na próxima terça-feira, dia 04, em Pituaçu.

O JOGO

Na partida de ida, as equipes buscavam o resultado para levar a vantagem para o duelo de volta. No entanto, o nervosismo foi presente nos primeiros minutos.

A primeira chegada perigosa do Esquadrão aconteceu somente aos 17 minutos, em jogada individual feita por Élber. O camisa 7 partiu em velocidade, driblou dois marcadores, mas perdeu equilíbrio no momento do chute.

Gol de Fernandão

Com dificuldades para invadir a defesa cearense, o Bahia aproveitou uma falha na saída de bola do adversário para abrir o marcador aos 25 minutos.

Flávio roubou bola dos pés de Fabinho, avançou em direção ao ataque e deu um passe açucarado para a finalização de Fernandão, colocando o Esquadrão na frente.

Lance bizarro e empate do Ceará

Apenas dois minutos depois de abrir o placar, o Ceará empatou com um gol marcado a partir de uma falha bizarra de Juninho Capixaba com Anderson.

O lateral tentou recuar para a grande área. Anderson, por sua vez, saiu de maneira estabanada e se chocou com o companheiro. A bola sobrou livre para Fernando Sobral empatar.

Maestro do Bahia em campo, Rodriguinho tentava organizar jogadas, mas também finalizá-las. Aos 35 minutos, o camisa 10 recebeu passe de Fernandão e chutou de perna esquerda, defendendo firme.

SEGUNDO TEMPO

Já na segunda etapa, cada equipe finalizou perigosamente logo nos primeiros minutos. O Bahia fez Fernando Prass trabalhar em cruzamento de Flávio.

Pelo outro lado, Anderson espalmou chute de Bruno Pacheco, aos sete minutos.

Virada em Pituaçu

Mas no ataque seguinte protagonizado pelo Ceará o goleiro tricolor não conseguiu evitar o gol. Samuel Xavier levantou bola na grande área e Cléber cabeceou forte, virando o placar aos 11 minutos.

Sem conseguir organizar jogadas de ataque, Roger apostou nas entradas de Rossi e Daniel, nos lugares de Clayson e Gregore, aos 18.

Pressão alvinegra e 3x1

Ao se lançar para o ataque, o Bahia dava um imenso espaço em sua defesa para contra-golpes da equipe cearense. Aos 21, Rodriguinho perdeu bola na intermediária e Vinícius quase marcou de fora da área.

Aos 27, Anderson falhou na saída de bola e lançou nos pés de Fernando Sobral, que acertou um forte chute de fora da área. O arqueiro tricolor defendeu.

Mas, aos 28 minutos, o Ceará marcou mais um gol. Após bola longa, Mateus Gonçalves avançou para a grande área tricolor, cortou para dentro e chutou para marcar o terceiro gol.

Na reta final, o Esquadrão ainda tentou pressionar em busca do segundo gol, mas sem inspiração e sem efetivamente perante à defesa alvinegra.

 

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.