é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Brasileiro

Publicada em 17 de novembro de 2018 às 22h52

Bahia é derrotado por 1 a 0 pelo Atlético-MG no Independência

Esquadrão dá adeus ao sonho de Libertadores e foca em se manter entre os 10 primeiros

Victor de Freitas

2018-11-17-22-37_AtleticoMGxBahia20184
Fonte: Bruno Cantini / Atlético

Na noite deste sábado (17), o Bahia visitou o Atlético Mineiro e foi derrotado por 1 a 0. A partida foi válida pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com a derrota, o Bahia dá adeus a qualquer chance de alcançar o G-6, por ficar nove pontos atrás do Atlético e com quatro triunfos a menos. Somando 44 pontos e em décimo lugar, o Tricolor aguarda resultados de Botafogo e Fluminense para saber sua posição ao fim desta rodada.

O próximo jogo do Esquadrão será justamente contra o Fluminense, na próxima quinta-feira (22), na Arena Fonte Nova.

O JOGO

Jogando fora de casa após ter vencido o Ceará na rodada anterior, o Bahia entrou em campo buscando surpreender o time atleticano e somar pontos para se manter vivo no sonho de alcançar o G-6.

No primeiro tempo, o Atlético foi quem dominou a pose de bola e conseguiu trocar mais passes no campo de ataque, tendo também os lances mais perigosos no setor ofensivo. Logo aos dez minutos, Chará tabelou com Cazares e chutou firme. Mas Douglas espalmou e mandou para escanteio o que poderia ser gol.

A primeira finalização tricolor saiu dos pés do lateral-esquerdo Paulinho, que chutou de fora da área, mas para a defesa de Victor. Em resposta, o Galo também fez o arqueiro tricolor trabahar em um chute de longa distância, com Ricardo Oliveira parando em intervenção de Douglas.

Com mais volume de jogo nos 45 minutos iniciais, o Galo incomodava a defesa tricolor com jogadas velozes armadas pelos meias Chará e Cazares, além de Luan. Por sua vez, o Esquadrão apostava em contra-golpes com Élber e Ramires. Mas foi Nilton, como uma surpresa que veio de trás, que levou perigo em finalização de fora da área aos 31 minutos.

Na reta final da primeira etapa, Cazares levou perigo ao gol tricolor em duas cobranças de falta. Na primeira, ele fez um cruzamento na direção da grande área e Douglas precisou espalmar. Na segunda tentativa, o jogador chutou por cima da barreira e viu a bola parar nas redes pelo lado de fora.

SEGUNDO TEMPO

No início da segunda etapa, o Bahia levou gol. Aos seis minutos, o Atlético-MG cobrou falta rápida na intermediária, Cazares recebeu passe de Chará dentro da grande área e finalizou forte, sem dar chances para o goleiro Douglas.

Aos 10 minutos, o Esquadrão passou a ficar com um jogador a mais em campo após a expulsão do lateral-esquerdo Fábio Santos, que recebeu o segundo cartão amarelo e, por consequência, o vermelho.

Com um a mais em campo, o Esquadrão tentava se lançar ao ataque, especialmente após as entradas de Vinícius e Gilberto, respectivamente nos lugares de Nilton e Ramires. Na reta final, Allione ainda entrou na vaga de Jackson, mas também não conseguiu criar lances ofensivos nos minutos finais.

Encontrando mais espaços nos últimos minutos, o Bahia criou sua melhor chance no jogo aos 36 minutos. Bruno cruzou bola na grande área e Edigar Junio cabeceou para grande defesa do goleiro Victor, que evitou o que seria um gol tricolor.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.