é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Política

Publicada em 12 de maio de 2020 às 12h18

Bahia divulga nota para explicar dívida de R$ 21 milhões com empresa

Ingresso Fácil vai à Justiça para cobrar dívida de 2011; Bahia explica situação em nota oficial

Victor de Freitas

2020-03-24-11-45_capaescudo2020
Fonte: Divulgação / EC Bahia

Após publicação na imprensa de uma dívida contraída pelo clube junto à empresa Ingresso Fácil, o Bahia foi a público explicar a origem do débito, o impacto no clube e a atual situação do processo movido pelo grupo BWA contra o Esquadrão.

Em nota divulgada em suas mídias oficiais, o Bahia destaca que a dívida é uma parte da “Herança Maldita” deixada pela gestão o presidente deposto Marcelo Guimarães Filho.

Contraído em 2011, o débito já chega aos R$ 21,5 milhões – sendo que R$ 3 milhões já foram bloqueados em 2019 e, atualmente, os demais R$ 18 milhões são cobrados judicialmente com uma nova ação de bloqueio.

Confira a nota sobre a dívida:

"Herança Maldita

Os tempos sombrios ainda impactam o nosso Esquadrão de Aço.

Devido a uma suposta dívida contraída em 2011 por decisão de Marcelo Guimarães Filho, presidente deposto judicialmente por irregularidades em 2013, o Tricolor é alvo de uma ação no valor de cerca de R$ 21,5 milhões - em números atualizados - movida pela empresa Ingresso Fácil, do grupo BWA.

O ex-dirigente assinou um documento de Confissão de Dívida por parte do Bahia S/A, há nove anos, e este montante é cobrada do Esporte Clube Bahia até hoje. Não existe registro contábil da entrada da totalidade deste dinheiro nas contas da instituição, nem se sabe o destino daquela quantia.

Ao longo de 2019 já houve bloqueio de cerca de R$ 3 milhões e agora a Justiça determinou novos até chegar ao valor de R$ 18,3 milhões. Mas estas sentenças não são definitivas e cabem recurso."

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.