é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 21 de agosto de 2020 às 13h24

Acordo com a Tuner ameniza impacto negativo nas finanças de 2020

Presidente Guilherme Bellintani avalia importância do acordo firmado para a continuidade do contrato com a empresa norte-americana

Victor de Freitas

2020-07-29-14-27_capabellintani49
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

Após um imbróglio que quase resultou no fim do contrato entre Turner, Bahia e os demais sete clubes com acordo de TV fechada, um acordo foi conquistado pelas partes. Para o Tricolor, a sequência do contrato com a emissora reduz o impacto negativo nas contas de 2020.

Em entrevista ao Sócio Digital, o presidente Guilherme Bellintani afirmou que o acordo feito com a Turner não é o ideal para o Bahia, mas destaca que é necessário para conter o décifit de um ano marcado por queda nas receitas em função da pandemia.

“Se não foi o acordo ideal, foi um acordo importante em um ano complexo como é esse de 2020. Mas a gente conseguiu entender, com a união de todos os clubes e a compreensão da Turner, que valia a pena dar sequência ao contrato. Estamos dando sequência ao contrato, mas entendendo que foi importante, um passo bom para aos poucos ir reequilibrando as finanças do clube”, explicou o presidente tricolor.

Durante o período de desacordo com os clubes, a Turner havia parado de pagar as cotas de TV fechada do Brasileirão em maio. Com isso, o Bahia ficou sem receber nenhum valor proveniente desse contrato assinado por pelo menos três meses.

Bellintani afirma que a escolha de continuar com o contrato assinado junto à Turner até 2024 atende a uma necessidade de reduzir impactos financeiros negativos a curto prazo.

Sobretudo porque a cota que estava suspensa volta a ser paga pela empresa norte-americana.

“Relembrando que o restante de 2020 e 2021 serão muito intensos, sob o ponto de vista de dificuldades financeiras. Um grande desafio. Há um déficit enorme em 2020, mas esse acordo com a Turner é fruto da união do clube, feito com um bom diálogo e vamos seguir com a Turner em TV fechada. Respeitando o contrato, ela também respeitando o contrato com o Bahia. Um passo importante para reduzir o déficit, que vai ser muito grande em 2020 e que vai ter impacto em 2021. Por isso que eu peço sempre ao torcedor que nos surpreenda. A gente precisa sempre fazer escolhas, que nem sempre são as ideais, mas são as possíveis. Gerir um clube com o tamanho do Bahia nem sempre é fazer escolhas ideais, mas são as possíveis perto do que nós temos. Esse acordo com a Turner nos dá uma redução no impacto negativo que teremos nesse ano. Ainda um impacto forte, mas o acordo ameniza um pouco”, disse Bellintani.

Bahia, Ceará, Fortaleza, Internacional, Santos, Palmeiras, Coritiba e Athletico Paranaense são os clubes que assinaram com a Turner para a transmissão de seus jogos em TV fechada no Campeonato Brasileiro.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.