é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Coluna

Marcos Rudá
Publicada em 27/03/2019 às 18h02

PARABÉNS, FERNANDÃO! A torcida do Esquadrão tem muito carinho por você

Em 19 de abril de 2013 era anunciada pelo Esporte Clube Bahia a contratação do atacante que protagoniza talvez uma das mais belas histórias de carinho entre torcida e um jogador de futebol.

José Fernando Viana de Santana, mais conhecido como Fernandão, chega com total desconfiança da torcida pelo que tinha apresentado nos seus antigos clubes, aliada a fase terrível que o Tricolor de Aço vivia naquele ano. Crise política e goleadas para o rival assombravam os ambientes do Fazendão.

Para terminar de enlouquecer o torcedor tricolor, o então técnico Joel Santana resolve declarar que aprovou a contratação de Fernandão mediante a visualização de uma fita com os melhores momentos do atacante que tinha marcado apenas 4 gols na série B de 2012. 

Sua estreia aconteceria em um jogo que nenhum torcedor do Bahia gosta de lembrar. A fatídica goleada por 7 x 3 contra o rival de Canabrava teve apenas dois pontos positivos: a atuação de Fernandão e o despertar da ira da torcida que culminaria no processo de intervenção do clube, que hoje nos permite viver uma era administrativa muito satisfatória.

Fernandão naquele jogou marcou dois gols e deu passe para mais um, sendo um guerreiro em campo, sem dúvidas o melhor jogador tricolor daquela partida. Na partida de volta ele voltou a apresentar um bom futebol e foi coroado com mais um gol no rival, dessa vez dentro do Barradão.

No brasileiro daquele ano, Fernandão sacramentou a expectativa criada e sagrou-se o maior artilheiro do Bahia na era dos pontos corridos. Foram partidas memoráveis do camisa 9, que depois passou a usar a 20. Seu estilo forte, sempre raçudo e dedicado conquistaram de vez a torcida tricolor que passou a clamar por a sua permanência, mas sem sucesso.

Fernandão então é vendido para o desconhecido Bursaspor da Turquia, time que defendeu por uma temporada de muito destaque, que fez com que o Fenerbahçe investisse na sua contratação para a disputa da temporada seguinte.

Mais um ano brilhante do atacante brasileiro que acumulava gols, idolatria da torcida turca e até pedidos de naturalização para que pudesse defender a seleção da Turquia. Fernandão estava tão em alta que colocou no banco o ídolo holandês Robin Van Persie, contratado com muito clamor.

Mesmo com todo esse destaque profissional, o que mais chamava a atenção da torcida tricolor era a forma como Fernandão se referia ao Bahia nas redes sociais e em entrevistas. Desde o primeiro momento longe do Bahia o atacante sempre interagiu com a torcida, acompanhou o clube, demonstrou sauadade e mandou recado de que um dia voltaria.

As demonstrações mais marcantes aconteceram quando Fernandão veio assistir um clássico BA x vi na Fonte Nova e vibrou como um legitimo torcedor de arquibancada. Ainda teve a imitação da dança de Vinicius causadora de muita polêmica no Barradão, que lhe gerou uma suspensão, mas causou extrema euforia na torcida do Bahia.

Realmente o comportamento de Fernandão era de um legítimo torcedor que sentia saudade do seu antigo clube. Fato bem curioso nessa relação era a forma como a sua esposa Daiana Santana, ou simplesmente “Daia” interagia com a torcida do Bahia nas redes sociais. Sempre respondia as mensagens, postava vídeos da família inteira acompanhando os jogos e demonstrava total interesse no retorno do seu amado marido.

Após 50 gols em 104 partidas pelo time turco, Fernandão é envolvido em uma grande transação e vai jogar na Arábia. Lá ele não consegue repetir rapidamente os seus constantes gols marcados pelos últimos três clubes e vive um grande drama pessoal que é a perda da sua filha durante o parto.

Buscando o carinho que sempre foi oferecido pela torcida tricolor à sua família, Fernandão abre negociações com o Bahia buscando voltar para o local que se adaptou facilmente e para a torcida que sempre teve muito carinho. O Bahia que também sempre flertou com a sua contratação, mas esbarrava nas altas cifras, viu ali uma excelente oportunidade para o seu retorno.

Até que um dia, em uma bela ação de marketing aliada a um grande projeto financeiro, o Esporte Clube Bahia anuncia a volta do ídolo Fernandão para delírio da Nação Tricolor que lota o aeroporto mesmo no curto espaço de tempo entre o seu anúncio e a sua chegada.  

Fernandão chega com a concorrência de Gilberto, outro jogador muito querido pela torcida que atualmente é o maior artilheiro do Brasil, mas a torcida do Bahia trata de tranquiliza-los e promete muito apoio aos dois. É como coração de mãe, sempre cabe mais um.

Dizem que um jogador precisa conquistar títulos pelo clube para se tornar ídolo, mas no caso de Fernandão essa suposta lógica não faz o menor sentido, pois mesmo ainda sem títulos pelo Bahia, Fernandão esbanja carinho e amor por toda Nação Tricolor de Aço, que sempre retribui da mesma forma para ele e os seus familiares. Quem não quer em campo um cara que faça muitos gols e ainda ame seu time?

Esse ano já são 5 gols em 2 jogos como titular e em nome de toda torcida tricolor, PARABÉNS FERNANDÃO! Que venham títulos, gols, muito carinho e amor de ambos os lados.

 

BBMP

Outras colunas
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.