é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Coluna

Publicada em 01/02/2020 às 22h21

Mudanças

O ano de 2019 se encerrou e, de uma vez por todas, o Bahia chegou em uma nova etapa de profissionalismo, modernização e imposição de um alto padrão. O novo Centro de Treinamentos proporciona um salto ímpar para as ambições do clube. Já era hora! O resultado é muito bom... O CT ainda conta com muito espaço para mais crescimento e ampliações, acompanhando o desenvolvimento econômico do Tricolor de Aço, claro.

Dito isso, 2020 começou para o Bahia e, até aqui, o planejamento está sendo executado de maneira muito satisfatória... O time de transição está ganhando corpo e, com um pouco de sorte, conseguiremos chegar à final do campeonato Baiano. Contudo, é bom pontuarmos que o objetivo do time de transição é muito claro: revelar bons jogadores para o elenco principal e, claro, dar margem para uma ou outra boa venda, visando a complementação do orçamento. Claro, ganhar o campeonato precisa ser, sempre, um objetivo... entretanto, caso não ocorra, não vejo motivos para crucificar a garotada. 

Outra boa notícia é a incorporação de Fernandão ao time de transição. O atleta mostrou maturidade e humildade ao solicitar essa mudança. Ótimo! Além do time de transição oferecer crescimento aos jovens da casa, serve também para recuperar um atleta que tem uma história positiva com o manto tricolor e que, em caso de recuperação, pode vir a ser extremamente útil para o time principal. Além disso, ele pode servir de influência positiva para a garotada, auxiliando no crescimento dos mesmos.

Voltando a falar sobre a estrutura física do clube, penso que o próximo passo, após a completa expansão do CT, deve ser o de adquirir um estádio. Nos últimos tempos, venho escutando de amigos, torcedores do clube, que o Bahia deveria propor uma troca entre o Fazendão e o estádio Roberto Santos (Pituaçu)... Ou, quem sabe, algum tipo de proposta pela Fonte Nova. No caso da Fonte Nova, enxergo chances mínimas, quase inexistentes para a aquisição daquela estrutura. É importante fazer a ressalva de que não há pressa para essa questão... Não há a necessidade de dar o passo maior do que a perna. Ainda assim, é um anseio da torcida e algo a ser pensado e executado com o devido planejamento. Por hora, penso que o Fazendão deve ser vendido e o dinheiro obtido através da venda dese ser usado para expandir/aprimorar o novo CT e, claro, investir no time. 

Uma das situações mais positivas dessa nova "era" do Esporte Clube Bahia, é poder ver que a gestão quer criar uma cultura de investimento em talentos jovens. Esse é o caminho. O Bahia não pode - e nem deve - investir em medalhões. Precisamos de jogadores jovens, cheios de ímpeto e vontade de mostrar serviço. Vejam o Santos, por exemplo. O time do Rei Pelé jamais caiu de divisão e SEMPRE apostou por jovens talentos. Não é raro vermos o time do Santos disputar - de maneira digna - o Campeonato Brasileiro com um time de meninos em sua maioria. E isso, evidentemente, agrega valor. O time passa a ter a possibilidade de vender promessas por bons preços ou, inclusive, manter o jogador e usufruir de seus atributos. 

Claro, jogadores experientes são bem-vindos... Afinal, eles proporcionam o lastro necessário para que o time possa brigar por títulos. Entretanto, devemos evitar os famosos "medalhões" que enxergam Salvador e o Tricolor de Aço como um resort de férias em pleno litoral turístico. Ademais, penso que o time está sendo bem montado, apesar de ainda ver carências no elenco. 

Para encerrar, volto a defender que Roger Machado é o melhor treinador para o Bahia. E que acredito, veementemente, que ele fará algo positivo e inédito, nesse novo ano, com o Tricolor de Aço... Dando, por fim, um toque magistral nessa mudança positiva pela qual a instituição passa.

BBMP!

 

 

Outras colunas
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.