é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Coluna

Caio Vasconcelos
Publicada em 17/10/2019 às 14h13

Minha Análise - Grêmio 0x1 Bahia

Meus Amigos,

Inicialmente, quero pedir desculpas pela não disponibilização da análise da partida contra o Fluminense. A raiva pela péssima apresentação, escolhas erradas de Roger e postura apática do time me deixaram profundamente chateado, como não ficava há bastante tempo. A única coisa boa foi a parte da entrevista em que Roger deu uma aula sobre o racismo, pois até sobre o jogo ele foi mal.

Ontem na Arena do Grêmio, com uma escalação ofensiva, o Bahia conseguiu superar o Grêmio por 1x0, em partida válida pelo Brasileiro/2019.

Diferente das partidas da Copa do Brasil, o time de Roger Machado atacou a equipe gaúcha desde o início. Elber, Artur e Guerra deram um suporte ofensivo interessante a Gilberto, tirando o Grêmio da zona de conforto. A escalação do venezuelano, apesar de sua atuação abaixo do esperado, forçou um recuo dos volantes do Grêmio, principalmente de Maicon, que é o principal organizador do time gaúcho. E, mesmo sem conseguir dar sequência nas jogadas, a bola ficou mais no campo ofensivo, visto que Guerra conseguia receber a bola e segurar para a passagem dos nossos pontas.

As chances de gol surgiram, principalmente nos pés de Artur, mas com finalizações para fora. E alguns chutes que pouco exigiram do arqueiro gremista. Já o time gaúcho pouco incomodou. Conseguiu somente uma bola na trave, fruto de um lance fortuito do seu ataque. De resto, um jogo bastante movimentado, interessante taticamente, bastante equilibrado, com domínio das defesas sobre os ataques. A sensação de gol rondou toda a primeira parte, pela boa partida das 2 equipes.

Na segunda parte o Tricolor de Aço recuou suas linhas de meio campo, deixando praticamente Guerra e Gilberto como homens de ataque. Isso impediu o Grêmio de circular a bola na entrada da área tricolor e ainda por cima deu a chance de contra-ataques. E a substituição de Guerra por Marco Antônio só fez ampliar essas chances de sucesso. O camisa 30 estreou na série A com personalidade. Pegando a bola e partindo para cima, conseguiu imprimir a velocidade por dentro, algo que Guerra não conseguia fazer. Muitas vezes na segunda parte via-se um Grêmio com 4 atacantes e 6 defensores, com um buraco no meio campo, demonstrando a total desorganização do time de Renato Gaúcho.

E o Bahia foi merecedor do triunfo. Primeiro com Élber, que acertou a trave, após defesa de Paulo Victor e depois com a belíssima jogada de Marco Antônio, que foi derrubado por Léo Moura. Na cobrança, Arthur Caíke deslocou o goleiro e marcou o único gol do confronto. 1x0 e 41 pontos na tábua de classificação.

Douglas – Fez uma belíssima defesa no primeiro tempo. Sempre seguro, é um dos pilares da boa campanha tricolor. Mais uma partida sem tomar gols. 14 em 25 rodadas é um numero bastante expressivo.
João Pedro – Fez uma partida muito boa, tanto ofensivamente quanto defensivamente. Não tem as características de Nino, mas fez uma atuação bastante satisfatória.
LF – Fez uma partida bastante segura. Ganhou todas pelo alto.
Juninho – Mais uma partida bastante segura. Casou bem com LF
Giovanni – O criticado lateral fez uma partida bastante regular. Bons desarmes, cortes certeiros. Precisamos reconhecer.
Gregore – Fez uma grande apresentação, depois de 4 jogos em nível mais baixo. Ainda está chegando atrasado em alguns lances, mas ontem já foi bastante semelhante ao nível de atuação que encantou a todos.
Flávio – O melhor em campo do Bahia. Marcou e atacou com extrema qualidade. Hoje é titular indiscutível do Bahia. Elevou o nível do meio campo com belas e seguras atuações.
Guerra – Ainda abaixo dos demais, pelo menos soube transitar entre as linhas de defesa do adversário e causar preocupação com seus deslocamentos. Precisa finalizar mais em gol. Teve 02 chances mas não soube aproveitar.
Artur – Fez uma partida bastante produtiva. Atuou de forma inteligente, dosando energia e ditando o ritmo do ataque.
Elber – Outro que foi bastante inteligente ao atuar. Marcou e atacou com muita desenvoltura. Merecia o gol na jogada que Paulo Victor defendeu e bateu na trave.
Gilberto – Lutou muito e soube ganhar dos zagueiros com muita movimentação. Teve poucas chances de finalizar.

Marco Antônio - Mostrou personalidade ao estrear. Boa movimentação interior, confundiu a defesa gremista. Fez uma linda jogada no lance do pênalti.
Arthur Caíke – Entrou até com sangue no olho. Demonstrou ser uma opção interessante à Gilberto, quando quisermos manter o jogo de mobilidade na frente.
Ronaldo - Entrou só para ganhar o bicho.

Roger Machado – Se contra o Fluminenese foi o responsável direto pela derrota, com a escalação esdrúxula de Guerra e Ronaldo, ontem foi corajoso o suficiente para jogar com 4 homens de frente. Se acreditar mais nas suas capacidades e nas dos atletas, teremos um fim de ano maravilhoso.

Outras colunas
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.