é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Coluna

Caio Vasconcelos
Publicada em 27/05/2019 às 22h48

Minha Análise - Bahia 3 x 2 Fluminense

Meus Amigos,

Ontem num péssimo horário para o futebol, com o VAR sendo decisivo, o Bahia foi superior ao Fluminense e venceu por 3x2, em partida válida pela 6ª rodada do Brasileirão 2019.

Atuando com as linhas muito próximas, bastante compactadas, ora marcando forte a saída de bola, ora recuando a marcação para o meio campo, o Bahia conseguiu neutralizar as jogadas do bom time do Fluminense, muito bem treinado por Fernando Diniz. A marcação alta propiciaria no jogo alguns momentos de euforia para o Bahia e tristeza para o seguidores do time das Laranjeiras.

O time tricolor saiu na frente num belo contra-ataque puxado por Gilberto. Ele pegou a sobra de uma bola dividida na intermediária do Bahia, carregou com velocidade e serviu Artur. O canhoto, para confirmar sua boa fase, apenas ajeitou e bateu rasteiro, cruzado, sem chances para Agenor. 1x0.

Esperava-se que o gol desse ao Bahia a possibilidade de recuar as linhas, atuar no contra-ataque. Entretanto, logo após o gol, surgiu o empate do time carioca. Num lance que parecia impedimento, Nino derrubou González. Pênalti marcado que Pedro converteu. 1x1.

O jogo para o Bahia então voltou a ser de marcação alta, compactação e pressão para buscar os erros dos defensores cariocas. Na primeira tentativa Agenor botou pra fora. Na segunda, ao tentar driblar Gilberto na pequena área, falhou. O camisa 9 conseguiu roubar a bola e só não entrou com bola e tudo porque teve humildade. 2x1.

Mesmo com a vantagem no placar, o Bahia continuou alternando a marcação alta com a marcação baixa até o fim do primeiro tempo. Sempre compactado, com as linhas muito próximas, soube chegar ao intervalo sem sofrer perigo de um novo empate.

O Fluminense voltou para o segundo tempo com PH Ganso para jogar como volante. Isso fez com que o time do Bahia recuasse a linha de marcação para diminuir os espaços do adversário. O jogo do Bahia passou a ser de recuperação de bola e saída rápida para o contra-ataque.

E numa dessas jogadas, saiu o terceiro gol do Bahia. Artur serviu Nino na direita. O lateral foi no fundo, cortou o defensor e cruzou para Gilberto. O artilheiro do Brasil ia marcar o gol mas seu xará cortou a bola com o braço. Penalti claro que o VAR confirmou. Na cobrança o goleiro Agenor saiu bastante, quase até a linha da pequena área e defendeu. Entretanto, o VAR novamente entrou em ação e, corretamente, determinou uma nova cobrança. Como já havia tomado um cartão amarelo por reclamação, o arqueiro carioca recebeu o segundo amarelo por ter se antecipado a cobrança e foi expulso. Finalmente, após 10 minutos de discussão, Gilberto bateu e fez. Bahia 3x1.

Muitos imaginaram que o Bahia iria golear o Fluminense depois da expulsão. Ledo engano. Sem deixar de abdicar do ataque, o Fluminense abriu mão dos 3 zagueiros e passou a atuar num 243, mantendo a pressão na saída de bola do Bahia. Além disso, ao colocar Fernandão em campo o Esquadrão "equilibrou" o confronto, pois o camisa 20 não conseguiu apertar a marcação e sua atuação foi praticamente nula, já que as bolas que lhes foram lançadas não eram bolas para ele dominar e esperar a chegada dos pontas, mas sim bolas esticadas que davam vantagem para a defesa.

O Fluminense ainda diminuiu, após rebote de Douglas na cobrança de falta que João Pedro aproveitou. Pareceu desatenção da defesa no lance. 3x2.

Depois disso, o time carioca buscou o empate mas não levou perigo ao gol de Douglas. Fim de um grande jogo na Fonte Nova, de duas equipes muito bem treinadas.

Douglas - No seu jogo de nº 70 fez uma linda ponte em cobrança de falta. Não teve culpa nos gols sofridos e tomou conta da área quando foi exigido.
Nino - Apesar do penalti cometido, fez uma partida muito boa taticamente. Sempre disponível para o ataque, praticamente anulou o jovem João Pedro.
Ernando - Atuação muito segura. Ganhou praticamente todas as bolas que disputou.
LF - Claudicou em alguns lances. Mas não foi mal.
Moisés - Atuação fraca no apoio, mas boa atuação defensiva.
Gregore - Uma atuação de muita qualidade. Roubou muitas bolas e distribuiu bastante o jogo. Um monstro, mais uma vez.
Douglas Augusto - Fez um jogo muito seguro. Marcou bastante e ainda chegou na frente, armando jogadas e ainda puxando a marcação alta.
Ramires - Fez uma partida muito interessante. Conseguiu marcar e atacar, como um 3 homem de meio campo.
Artur - Partida taticamente perfeita. Além disso, fez um belo gol, fruto de uma linda jogada.
Arthur Caíke - Jogou bem, com movimentação ora pelo lado esquerdo, ora por dentro. Vai ser muito útil nos próximos jogos.
Gilberto - O melhor em campo. 2 gols e 1 assistência, além da luta e entrega em campo.
Elton - Entrou e não comprometeu.
Elber - Entrou e renovou a força ofensiva.
Fernandão - Entrou e foi mal, pois o tipo de jogo não era para sua característica. Acho que o time precisa entender como jogar com ele. A parada da copa será fundamental.
Roger Machado - Fez uma leitura excelente do time adversário, montando uma estratégia de jogo que anulou o adversário na maior parte do tempo. Linhas próximas, variação na marcação e muita intensidade. Apenas discordo da entrada de Fernandão, pois o time não conseguiu usá-lo da forma imaginada, Talvez a entrada de um atleta mais rápido, móvel, fosse mais interessante.

Outras colunas
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.