é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Coluna

Caio Vasconcelos
Publicada em 15/03/2020 às 12h08

Minha Análise - América/RN 0x2 Bahia

Meus Amigos,

No melhor primeiro tempo do time em 2020, com atuação regular na segunda etapa, o Bahia venceu o limitadíssimo time do América de Natal por 2x0, em partida válida pela Copa do Nordeste 2020. Com a presença de Rodriguinho entre os titulares, pela ausência de Rossi por lesão, o Bahia finalmente fez uma partida com construção de jogadas pelo meio, aproximação, tabelas e infiltrações dos laterais, dando esperança ao seu torcedor para o restante da temporada.

O jogo começou com domínio total do Esquadrão. O time da casa mal passava do meio campo, tamanha a superioridade do time de Roger Machado. Impressionante como a presença de Rodriguinho mudou a forma de jogar do Esquadrão. Primeiro, porque o time deixou de jogar somente pelos lados, passando a ter repertório pelo meio, visto que o camisa 10 ora vinha na defesa buscar o jogo, ora estava mais adiantado para receber o passe perto da área. Foi assim com João Pedro, numa lindíssima jogada que não resultou em gol por "fominhagem" do camisa 23, que deveria ter devolvido a bola para Rodriguinho já dentro da área, com totais condições de marcar. Além disso, permitiu a Gilberto ficar mais próximo à área, desgastando menos o camisa 9, que também mudou de lado, jogando mais pela esquerda. Com o tempo, os dois se encaixarão e o camisa 9 se beneficiará muito da presença do camisa 10.

O gol tricolor surgiu de uma bela jogada do melhor em campo. Capixaba fez um cruzamento perfeito para Élber, que de cabeça não perdoou. 1x0 Bahia. 4° gol de Élber na temporada e 3° passe para gol de Capixaba. Cada vez mais consolidado como lateral esquerdo titular do time. As chances perdidas foram se acumulando e se não fosse a má pontaria dos jogadores e a boa atuação do goleiro americano, o Bahia teria ido para o intervalo comum placar bem mais elástico. Faltou capricho nas finalizações.

Na segunda etapa, quando se esperava um Bahia determinado à matar a partida logo de início, o que se viu foi um time mais displicente na defesa, com falhas individuais bizonhas de Juninho e Flávio, que por pouco não causaram um dano perigoso, inclusive de manutenção do resultado positivo. Foram 15 minutos muito ruins, com chegadas perigosas do América, em especial de Dione, canhoto habilidoso.

Quando finalimente o Bahia voltou ao jogo, Rodriguinho novamente voltou a comandar as ações ofensivas. Com Capixaba auxiliando nas jogadas, o camisa 10 começou a distribuir passes milimétricos e toques para deixar os companheiros em condições de marcar. Clayson, que não fe novamente uma boa partida, evoluiu com a presença de Rodriguinho mais pelo lado esquerdo, com duas boas jogadas criadas, que deveriam ter sido melhor concluidas. O Bahia voltou a acumular um número grande de chances criadas e não aproveitadas, seja em chutes de fora da área, como o que Rodriguinho pegou de primeira e obrigou o goleiro a uma linda defesa, seja em jogadas de linha de fundo que foram mal aproveitadas pelos atacantes.

As alterações propostas por Roger Machado pouco surtiram efeito. Novamente Arthur Caíke entrou mal, sem estar na mesma sintonia dos demais. Uma prova disso foi um lindo passe de Rodriguinho, que ele simplesmente não acreditou na jogada. Se tivesse acreditado, teria uma chance real de marcar. Ademais, a surpresa pela entrada de Zeca como ponta pela esquerda se transformou em grata alegria, pois o camisa 12 fez um jogo bem interessante, inclusive com um belo chute de fora da área, para boa defesa do arqueiro alvirrubro. Pode ser uma alternativa interessante quando não tivermos atacantes no banco, como foi ontem. Depender de Arthur Caíke não dá, pois o mesmo não tem acrescentado em nada nas diversas vezes que tem entrado em 2020. Além disso, Fernandão entrou para jogar com Gilberto, numa alternativa que pode ser viável, desde que Rodriguinho esteja em campo, visto que os 2 precisam ser municiados também por baixo, não só em cruzamentos na área.

No fim, já nos acréscimos, num lance em que Arthur Caíke iria desperdiçar uma chance nítida de gol criada por João Pedro, dominando mal a pelota, ele pelo menos conseguiu tocar para trás e Capixaba acertou um lindo chute. Fim de jogo.2x0 e classificação assegurada.

Anderson - Pouco trabalhou, mas é importante quando precisamos jogar com os pés. A defesa confia em sua capacidade de reiniciar as jogadas.
João Pedro - Gostei da atuação pois não se limitou a jogar apenas pelo lado. Veio por dentro, buscou infiltrações e foi um homem perigoso na frente.
Wanderson - Partida segura, cobrindo muitas vezes as falhas de Juninho, Bons cortes de cabeça.
Juninho - Jogo abaixo do normal. Falhou em diversos momentos, inclusive com falhas que não são normais desde que chegou. Inclusive um erro bizonho quase causa o gol de empate do América/RN.
Capixaba - O jogador mais regular do Bahia em 2020, juntamente com Elber, foi o melhor em campo. Um belo passe e um lindo gol que merecem todos os elogios. Sou favorável a compra em definitivo dos seus direitos econômicos.
Gregore - Jogo bastante regular, com um bom chute de fora da área. Tomou o terceiro amarelo e está fora do confronto.
Flávio - Praticamente não passou do círculo central. Defensivamente foi bem. Ficou sem função ofensiva em boa parte do jogo. Não gostei de sua atuação, pois pode e deve ser mais ofensivo nestes casos, até para dividir as responsabilidades ofensivas com Rodriguinho.
Élber - Jogador muito importante em 2020, novamente se destacou. Um belo gol de cabeça e boas movimentações ofensivas.
Clayson - No primeiro tempo fez um jogo paupérrimo, oscilando a esquerda e o meio, sem qualquer lance digno de elogios. Na segunda etapa, melhorou um pouco, combinando com Rodriguinho em alguns momentos.
Rodriguinho - Um dos grandes destaques do jogo. Mudou a forma de jogar do time, demonstrando que tem vaga neste time já.
Gilberto - Foi abaixo das últimas partidas, mas não faltou determinação e vontade.
Zeca - Entrou e compôs bem o lado esquerdo. Variou mais por dentro, fazendo movimentos interessantes. Deu um bom chute, quase marcando um golaço.
Arthur Caike - Entrou em campo, mas nada fez. De novo.
Fernandão - Diferente de outros jogos, desta vez atuou ao lado de Gilberto, mas foi pouco municiado. Acho possível que os 2 joguem juntos.
Roger Machado - O time fez uma partida muito melhor com Rodriguinho. Finalmente uma partida para iludir o torcedor, com variações ofensivas pelos lados e pelo meio. Entretanto, os volantes precisam assumir responsabilidades ofensivas, inclusive com infiltrações, para criar espaços para os meias e atacantes. Neste jogo tanto Flávio quanto Gregore tiveram pouca função ofensiva, somente iniciando as jogadas e pouco chegando a frente.

Outras colunas
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.