é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Coluna

Djalma Gomes
Publicada em 08/12/2019 às 22h10

Dois sentidos não assam milho

O Presidente do Bahia em um dado momento deixa transparecer em suas entrevistas que estará à frente do clube em 2020 já falando em planejamento, mantendo a Comissão Técnica, dizendo que  aumentará com responsabilidade o nível de investimento no departamento de futebol, e, dá indícios de que investirá mais nas divisões de base. E finalmente, começará o Ano Novo na casa nova – Cidade Tricolor. Em outro momento se reúne com políticos e suscita dúvidas quanto ao seu futuro.

Tomara que Bellintani se volte para o clube com suas necessidades e deixe de estar querendo fazer convênios políticos numa situação que em nada tem a ver de objetivo para o Esquadrão. O Bahia é uma instituição voltada para fazer do futebol a felicidade do torcedor e não para causar fiascos e frustrações, como neste ano que fez um primeiro turno excelente e na fase final morreu cansado na praia.

Não quero ser repetitivo e nem dono de verdades, mas por favor, não misturem o Bahia com a Política partidária porque isso só faz dividir a torcida. É notório que a ideologia política já divide o país e isso não precisa acontecer com o Bahia. Torcida não elegeu um presidente para esse levar uma sigla partidária para dar conotações de qual lado nesse contexo de oportunistas repugnantes está o Bahia representado pelo seu presidente.

O Bahia é do povo e não de quem eventualmente o preside. Também não pertence à grupo algum. Essa mistura clube/Política é inoportuna e completamente fora de propósito. O Bahia se modernizou para ser independente e livre dos abutres da política partidária. Ademais, a consciência é outra porque os fatos caminham de mãos dadas com a evolução e esta ensina que clube de futebol não é bengala para políticos se apoiarem.

Será que isso aqui, dito pelo Secretário de Estado Josias Gomes, interessa a torcida do Bahia? “Inclusive Bellintani tem demonstrado características que esperamos ter em um dos nossos candidatos, que pode ser ele. E segue o baile...

 “Especulado como possível candidato à Prefeitura de Salvador, em 2020, Bellintani mantém a palavra de que não existe definição alguma sobre este assunto, citando, frequentemente, que seu foco está no Bahia”. Será?

O resultado do Bahia em campo foi um desastre diante de tudo que se apresentou como posibilidades maiores no primeiro turno do campeonato. Diante da boa fase começaram a acontecer ações de todas as formas e nem pretendo entrar no mérito delas. Mas que depois desenhou-se com outro objetivo além do declarado devido à boa fase do time, sim.

Coerência vinha sendo a marca de Guilherme Bellintani, e acho que se ainda lhe resta alguma, então, que a use para definir de qual lado está fazendo o favor de de descer do muro. Dois sentidos não assam milho. Se resolver se candidatar, então que peça em ato contínuo seu desligamento do clube porque a torcida quando o elegeu presidente não pensou em cobra de duas cabeças.

Péssima essa ideia de se preocupar com convênios politiqueiros usando o Bahia para disso alguém tirar proveito político. Enquanto essas ideias mirabolantes visando um outro objetivo acontecia, o Bahia descia a ladeira sem freios neste segundo turno causando enorme decepção à torcida. Ainda nesta tarde de domingo o Bahia de Bellintani perdeu mais uma para os cearenses. Como explicar isso dizendo que não há motivos justos para essa queda de produção? Ainda bem que o ano acabou para o time de futebol do Bahia.

Outras colunas
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.