é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 15 de agosto de 2018 às 10h27

Treinador aposta em postura ofensiva para eliminar o Palmeiras

Treinador afirma que time não pode abrir mão de atacar caso queira avançar na Copa do Brasil

Victor de Freitas

2018-08-15-10-24_capaendersonmoreira23
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

Com 0 a 0 no placar do jogo de ida, o Bahia vai visitar o Palmeiras, nesta quinta-feira (16), com o único objetivo de sair de campo vencedor para garantir a classificação inédita às semifinais da Copa do Brasil. É o que afirma o treinador Enderson Moreira.

Para voltar a Salvador com um feito histórico na bagagem, o técnico tricolor aposta em uma postura ofensiva. Não deixando de lado a segurança defensiva, mas principalmente sem abrir mão de buscar o ataque para vencer o Palmeiras no Pacaembu.

"Nossa primeira partida aqui na Fonte Nova foi ótima, duas equipes que brigaram muito pelo controle da partida. Respeito muito a equipe do Palmeiras, muito poderosa em termos de torcida, financeiro, poder contratar o jogador que tem em mente. Mas estou muito esperançoso com nossa equipe. Tenho uma ideia muito forte da gente conseguir a classificação se a gente fizer um jogo como fizemos na Fonte nova. Defender quando não tem a bola e atacar quando tem. Não podemos abrir mão disso. Esse é o caminho para conquistar a classificação e os triunfos que temos buscado", analisa o técnico.

Enderson garante que a ofensividade é uma das marcas de seu trabalho.

"A gente também tem que entender que de alguma forma a gente precisa manter uma ofensividade. A equipe tem mantido um bom equilíbrio. Estamos defendendo bem, atacando com qualidade. São opões que passam pela nossa cabeça, estudamos muito o adversário. Sou um treinador que gosta de jogar para frente, de forma ofensiva, para poder vencer os jogos. Acho que a gente tem tudo para fazer uma grande partida. Vai ser um jogo muito disputado. Espero que a gente, acima de tudo, tenha competência. Que a gente possa entregar tudo dentro de campo para que o torcedor tenha cada dia mais orgulho. Que a gente possa terminar o ano com coisas muito positivas para comemorar", garantiu.

Quando chegou ao Bahia, Enderson Moreira foi questionado por seu primeiro mês ter sido marcado por resultados negativos - especialmente pela perda do título da Copa do Nordeste e pela ausência de gols. Mas, após um começo de trabalho oscilante, o time engrenou uma sequência que já dura oito jogos de invencibilidade. O treinador avalia os motivos que fizeram a equipe dar uma virada nos acontecimentos.

"Claro que quando a gente chega no clube esse primeiro momento é complicado. Os atletas estavam em processo desgastante de jogos decisivos, sempre com muita pressão, tendo que vencer jogos onde a possiblidade de erro era mínima. Foi um momento complicado. Cheguei no olho do furacão, sem tempo para treinar e tendo que fazer algumas coisas. Fui conhecendo os atletas, passando a forma que achava interessante de jogar. Eles compraram a ideia, colocaram em prática. A partir do jogo contra a Chapecoense tivemos uma postura diferente, o time colocou em campo o que tinha passado. A partir daquele momento tivemos atuações consistentes, um time que joga para vencer, marca bem, tem posse de bola, é agressivo, busca o resultado. Mesmo que o resultado tenha escapado em algum momento, a gente nunca deixou de acreditar, competir e lutar para trazer triunfo para os torcedores", finalizou o treinador tricolor.

O Bahia vai encarar o Palmeiras às 19h15 (horário de Brasília), desta quinta (16), no Pacaembu.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.