é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Nordestão

Publicada em 18 de abril de 2016 às 09h14

Thiago Ribeiro e Luisinho falam de derrota e julgam arbitragem

"A bola não entrou", foi o comentário principal dos atletas após a eliminação do Bahia da Copa do Nordeste, na Fonte Nova com 22 mil torcedores

Da Redação

Uma campanha impecável... até domingo. O Tricolor tomou um gol numa falha individual do zagueiro Robson e não conseguiu reverter o resultado contra o Santa Cruz. A eliminação da Copa do Nordeste não estava nos planos do Bahia e frustrou os cerca de 22 mil torcedores que foram à Fonte Nova.

"Não foi por falta de tentar. Criamos, o goleiro deles defendeu. Infelizmente a bola não entrou. Bola pra frente que agora tem o Baiano", falou o atacante Thiago Ribeiro, que não conseguiu desenvolver um bom futebol na derrota por 1 a 0 para o Santa.

2016-04-18-09-11_SantaCruzchuva180416_santacruz180416
Fonte: Will Vieira/ecbahia.com

O volante Juninho, recuado nos minutos finais para suprir alterações táticas inúteis do técnico Doriva também lamentou. "A gente pediu o apoio do torcedor, eles compareceram, fizeram a parte deles. A bola não quis entrar. Acho que o juiz errou. Grafite já tinha cartão", ressaltou dizendo que a meta agora é vencer o Baianão.

Já o atacante Luisinho que entrou no segundo tempo para tentar dar velocidade pelo lado direito disse que o time ficou nervoso e não conseguiu empatar a partida.

"Acho que perdemos a tranquilidade. Faltou a gente fazer o gol. Isso foi o mais importante. Agora não adianta ficar lamentando. Quarta temos uma decisão, estamos tristes, mas não adianta ficar lamentando", falou lembrando da partida de volta pelo Baiano, contra o Fluminense de Feira, na Fonte Nova.

Luisinho também comentou sobre a arbitragem de José Ricardo Vasconcellos Laranjeira. Quando questionado sobre o assunto, o atleta respondeu que o juiz perdeu o controle da partida o que esquentou o jogo e os ânimos dos jogadores. Para Luisinho, Vasconcellos errou ao não dar o tempo extra suficiente devido às confusões armadas pelos adversários.

"A rapaziada que hoje está no Santa eu conheço, joguei com a maioria. Acredito que se aconteceu foi por um motivo e foi a arbitragem. Deixou que isso acontecesse, os dois times se provocassem e entrasse em conflito", analisou.

"Temos que rever tudo isso. Não deram o tempo necessário no fim do jogo. O jogo foi muito parado, o Santa Cruz caiu muito em campo, demoravam para agir. Erramos, perdemos, mas certeza que a arbitragem errou e foi mal", concluiu.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.