é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Mercado

Publicada em 05 de outubro de 2017 às 06h41

Relembre os trabalhos recentes de PC Carpegiani como treinador

Técnico chega ao Bahia após passagem pelo Coritiba

Victor de Freitas

2017-10-05-09-31_carpegianicoritiba
Fonte: Divulgação/Coritiba

Novo técnico do Bahia para a temporada, Paulo César Carpegiani desembarca no Fazendão com uma bagagem repleta de experiências por mais de 20 clubes e seleções ao longo de sua carreira que já chega a 36 anos.

Definitivamente, o maior desafio de Carpegiani como treinador foi justamente onde ele conquistou seus melhores resultados na profissão. Em seu primeiro trabalho, dirigiu o Flamengo de Zico e levou o time ao título mundial.

Além de passagens por clubes como Flamengo, Internacional, Palmeiras, Atlético-PR, Cruzeiro, Corinthians e São Paulo, entre outros brasileiros, Carpegiani também trabalhou em clubes sul-americanos, como o Cerro Porteño-PAR e Barcelona-EQU, além de dirigir a seleção paraguaia na Copa do Mundo de 1998. Dirigiu também a seleção do Kuwait e foi um dos primeiros técnicos brasileiros a trabalharem em um clube árabe, no Al Nassr, ainda em 1983.

TRABALHOS MAIS RECENTES

Atualmente com 68 anos de idade, Carpegiani chega ao Bahia após dirigir o Coritiba entre agosto de 2016 e fevereiro deste ano. Ao todo, foram 26 partidas no ano passado e apenas 6 em 2017. A sua demissão ocorreu por conta de eliminação para o ASA, na Copa do Brasil, em jogo único dentro de casa. A decisão dividiu opiniões, já que foi apenas o sexto jogo no ano.

Ao todo, o treinador deixou o Coxa com 32 jogos, sendo 11 vitórias, 10 empates e 11 derrotas. Um aproveitamento de 44%. Foi sua terceira passagem como treinador do Coritiba, tendo alcançado a marca de ser um dos técnicos com mais jogos pelo clube.

Antes de trabalhar no Coxa, seu último trabalho havia sido em 2013, na Ponte Preta, onde permaneceu por pouco tempo. Na ocasião, substituiu Guto Ferreira, mas ficou no cargo por somente 13 jogos, com quatro triunfos. Após passar na Macaca, o técnico ficou parado por três temporadas inteiras.

Em 2012, o treinador fez um trabalho expressivo no rival Vitória, na Série B. Com Carpegiani, o time liderou a competição nacional por várias rodadas, mas o elenco desandou e quase não subiu por questões internas. O técnico pediu demissão antes do fim do ano.

Em 2010, o técnico se destacou no Atlético-PR e se transferiu para o São Paulo, onde permaneceu até 2011.

Por onde passou, Carpegiani se mostrou um treinador disciplinador e que valoriza a parte tática da equipe. Seu estilo de jogo geralmente consiste em uma abordagem ofensiva, com posse de bola, em uma formação semelhante a que tem sido usada no Bahia atualmente, com dois volantes, três meias e um atacante.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.