ecbahia.com

é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 11 de junho de 2018 às 18h57

"O nove tem que fazer gol", Gilberto é apresentado como reforço

Atacante chega com a missão de balançar as redes e diz saber da responsabilidade

Victor de Freitas

2018-06-11-18-50_capagilberto1
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

O Bahia tem um novo camisa nove. Gilberto chegou ao Bahia na última semana, foi anunciado e apresentado à imprensa na tarde desta segunda-feira (11). Em sua primeira entrevista coletiva pelo Esquadrão de Aço, ele celebrou o acerto com a equipe tricolor e falou sobre suas expectativas pelo novo clube.

Em suas primeiras palavras como jogador do Bahia, Gilberto afirma saber da responsabilidade que foi lhe dada ao desembarcar no Fazendão. Entretanto, ele garante que chega ao clube com o objetivo de marcar muitos gols e ser o camisa nove que a torcida deseja.

"Nunca assumiria uma coisa sem ter plena certeza de que poderia dar o meu melhor. Vou dar o meu melhor com a camisa do Bahia. Meu principal compromisso é esse. Vou ajudar em todos os momentos. E fazer gol. O nove tem que fazer gol. Quero fazer muitos gols. O Bahia, com essa qualidade que tem, acho que vou fazer muitos gols, disse o centroavante.

Após passagens por clubes como Santa Cruz, Internacional, Vasco e São Paulo, além de passagens por Estados Unidos e Turquia, Gilberto chega ao Esquadrão com 29 anos e mais experiente para conquistar os objetivos que serão lhe dados.

"Um pouco mais experiente. Em outras passagens por clubes do Brasil, era um pouco inexperiente. Agora tem uma rodagem, um equilíbrio mental para ajudar meus companheiros, tanto falando palavras que possam confortar um jogador a ir bem numa partida, como também ajudar em vibração, mostrar que a gente consegue, que não pode abaixar a cabeça para time nenhum no Brasil", destacou.

Gilberto volta ao Brasil depois de quatro meses na Turquia, onde marcou dois gols em 12 jogos pelo Yeni Malatyaspor. No Esquadrão, ele só poderá ser inscrito após a abertura da janela internacional - no dia 20 de junho - e consequentemente só irá estrear após a Copa do Mundo.

"Eu só vou poder estrear depois da Copa. Vou ficar treinando a parte física, porque é voltar na ponta dos cascos. Vou fazer o melhor possível para, quando estrear, estar em alto nível. É até mais do que suficiente. Pouco mais de duas semanas, acho que consigo, sim", finalizou.

Gilberto vai ser mais uma opção para o setor ofensivo, que também conta com Edigar Junio, Júnior Brumado, Kayke e Geovane Itinga.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.