é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 22 de janeiro de 2018 às 19h56

Kayke é apresentado e afirma objetivo de conquistar titularidade

Atacante respeita concorrente, mas diz: 'chego para buscar meu espaço no time'

Victor de Freitas

2018-01-22-19-44_capakaykeapresentado
Fonte: Felipe Oliveira/Divulgação/ECBahia

Anunciado como reforço no último sábado, o centroavante Kayke vestiu a camisa tricolor e foi apresentado oficialmente à imprensa nesta segunda-feira, no Fazendão. O jogador falou sobre seu acerto com o Esquadrão e comentou sobre suas expectativa pela temporada no clube.

Em suas primeiras palavras como jogador do Bahia, Kayke agradeceu à diretoria pela confiança em seu futebol e afirmou que não terá problemas em se adaptar ao clube.

"Queria agradecer a diretoria pela confiança em meu trabalho. Espero fazer uma ótima temporada e suprir as expectativas que o Bahia precisa. Já tenho uma experiência no Nordeste, levando em consideração o calor, que o pessoal fala bastante. Sou do Rio de Janeiro, criado no Flamengo. Vai ser uma adaptação rápida, apesar de ser diferente. Já vinha me cuidando nas férias e tenho uma preocupação com isso. Esse ano, por conta das situações, demorei a definir e cheguei atrasado, perdi alguns dias. Tenho tentado com os preparadores físicos recuperar para estar apto o quanto antes", disse o atacante.

Kayke também falou sobre a concorrência que o espera no Bahia. Edigar Junio é o atual titular, enquanto Hernane iniciou o ano como reserva imediato. O jogador elogiou os dois concorrentes, mas garantiu que chega ao Esquadrão com o objetivo de buscar seu lugar no time titular.

"Em relação aos gols, são detalhes. Os gols vão chegar, independente de quem for fazer. Tive duas experiências no Brasil bem favoráveis, disputando posição com grandes jogadores e chego nessa condição, disputando com o Edigar, que enfrentei aqui com o Santos e o Bahia atropelou a gente. Também tem o Brocador, que tem uma história bacana no futebol. Ano passado não teve uma sequência grande por conta das lesões, mas tem seus méritos. Respeito eles, mas chego para buscar meu espaço. Vou fazer meu melhor para conseguir meu lugar na equipe. Temos que chegar com calma, nos preparar e as coisas acontecem", explicou.

Um dos clubes de maior torcida do país, o Bahia teve a sétima maior média de público do futebol brasileiro em 2017. Sabendo da força da nação tricolor, Kayke afirma saber conviver com pressão.

"Pressão é sempre bom. Quando tem pressão é porque tem torcida, é porque é time grande. Foi assim no Santos, no Flamengo, e vai ser assim no Bahia. Espero que na minha carreira continue sendo dessa forma pois vai mostrar que eu estou no caminho certo e vestindo a camisa de grandes clubes", finalizou.

O novo camisa 9 tricolor chega ao Bahia com contrato de empréstimo válido por uma temporada, cedido pelo Yokohama Marinos, do Japão. Em 2017, atuou emprestado ao Santos.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.