é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 18 de junho de 2017 às 18h54

Henriques reclama de erros de arbitragem contra o Bahia na Série A

Vice-presidente reclama de erros contra o Esquadrão

Victor de Freitas

2017-06-18-18-30_Capapedrohenriques2
Fonte: Felipe Oliveira/Divulgação/ECBahia

No revés sofrido por 4 a 2 para o Palmeiras, neste domingo (18), o Bahia sofreu com mais uma falha de arbitragem que favoreceu o time adversário.

O fato fez com que o vice-presidente tricolor, Pedro Henriques, fosse à sala de imprensa, após o jogo, para reclamar dos erros de arbitragem contra o Tricolor neste Brasileirão.

"É desagradável vir prestar esses esclarecimentos, fazer essas declarações depois de uma derrota. A gente parabeniza a equipe do Palmeiras que soube aproveitar as circunstâncias. Mas está ficando muito evidente, as pessoas não falam. Não sei se é porque somos do Nordeste, e as pessoas não olham pra cá...", disse.

"(...) A gente respeita a equipe do Palmeiras, a gente respeita as pessoas que estão trabalhando de forma séria. Mas nós também estamos. A gente pede, por favor, olhem para o que acontece com o Esporte Clube Bahia. Parabéns ao Palmeiras que conseguiu os três pontos, apesar do cai-cai, mas isso faz parte do jogo. O que não faz parte do jogo é o árbitro (Rodolpho Toski Marques-PR) inventar um pênalti que Rodrigo Becão foi muito na bola".

" (...) O árbitro inventou o pênalti que o estádio inteiro viu, o Brasil inteiro viu que Rodrigo Becão foi na bola. O juiz pipocou e não deu amarelo ao jogador. Como que tem uma chance clara e manifesta de gol e ele não dá cartão? Incoerente. No segundo gol, não sei se a regra mudou, me parece que o jogador está impedido. O Brasileiro é competitivo e é difícil sair atrás. Peço atenção da CBF e da comissão da arbitragem. Peço que eles (árbitros) sejam advertidos. É só contra o Flamengo que volta pênalti?".

Henriques relembrou também a atuação da arbitragem na aprtida contra o Coritiba, na última quinta-feira.

"Não gosto de coitadismo. Não sei se a gente é porque é do Nordeste e as pessoas não olham pra cá. Dona CBF, por causa de uma convocação de Diego Souza, acha que todo mundo está feliz? Isso é recorrente. Contra o Coritiba, Kleber agrediu Zé Rafael com uma cotovelada, Edson com um soco na cara que foi penalidade máxima. E no final do jogo ainda expulsou um jogador nosso. (...) Eu fiquei perplexo porque a CBF disse que o árbitro acertou nas expulsões e "esqueceu" de comentar as agressões de Kleber. O Brasil inteiro viu e me mandam esse Rodolpho. O que ele fez hoje foi uma brincadeira de mau gosto. A gente respeita o Palmeiras, respeitamos as pessoas que trabalham, mas nós aqui trabalhamos. A gente pede, por favor, olhem para o que acontece com o Bahia".

Com o revés sofrido, o Esquadrão cai para a 11ª colocação, com dez pontos. O próximo desafio será contra o Corinthians, em São Paulo.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.