é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Nordestão

Publicada em 14 de abril de 2016 às 08h59

"Foi um jogo tenso", diz Doriva que comenta duelo e substituição

Treinador do Esquadrão valorizou atacante rival, mas parabeniza triunfo do Bahia: "Vamos decidir em casa, com a força da nossa torcida"

Da Redação

Foi um empate importante no Arruda. Mas não se engane que a vida do Tricolor será fácil na partida de volta, domingo, às 16 horas, na Fonte Nova. O Santa Cruz foi melhor na partida desta quarta-feira e poderia ter feito um resultado diferente e favorável aos torcedores pernambucanos. Graças a um pênalti cometido pelo zagueiro rival, o Esquadrão conseguiu um 2 a 2 já próximo aos 40 minutos do segundo tempo.

O técnico Doriva cedeu entrevista logo após a partida, ainda no gramado do Arruda, e comentou sobre o desempenho da equipe. Para o treinador, o jogo foi tenso, mas o Bahia teve força para empatar.

"A gente fica tenso, o jogo é tenso, para ganhar não é fácil. A gente lutou, se empenhou, conseguiu um excelente resultado. Vamos decidir em casa, com a força de nossa torcida. Foi um ótimo resultado. Jogo dificílimo, como a gente previa. Saímos na frente, conseguimos fazer o gol. Mas o Sana teve força de fazer", disse.

"O Keno está vivendo um momento muito bom, é o jogador que a gente tinha salientado com os atletas que era preciso ter muito cuidado, porque ele estava muito bem. De fato, ele fez uma grande jogada e fez um grande gol. Eles tiveram força, conseguiram virar o jogo. Mas também não abrimos mão do jogo. Conseguimos fazer o gol no final. Esse gol foi importantíssimo para nós, para as nossas pretensões", falou Doriva.

Ainda sobre Keno, o treinador do Esquadrão falou que o duelo entre o atacante da Cobra Coral e o lateral direito Hayner foi duro. "O Keno é um jogador voluntarioso, que vive um momento bom, que tem drible, é rapidíssimo. Alguns duelos o Hayner ganhou, outros duelos o Hayner perdeu. O futebol é assim. Ele estava muito atento. Naquele lance do gol, foi mérito do Keno, que foi muito hábil para sair dele, para sair do Hernane... O Danilo tinha saído para fazer uma marcação mais adiantada e acabou ficando batido na frente", analisou.

Doriva ainda explicou a substituição de Edigar Junio por Luisinho. Segundo o técnico, a opção seria entre Thiago e Edigar. A decisão veio com base na experiência do primeiro. "Edigar estava fazendo uma partida razoável. Ele e o Thiago estavam no mesmo nível, mas pesou o fato da experiência do Thiago. É um jogador que tem um lastro grande de jogar jogos decisivos. Optei por conta dessa experiência", concluiu.

No jogo do domingo, basta ao Tricolor empatar por 0 a 0 ou 1 a 1 que já garante vaga nas finais. Caso o empate seja em 2 a 2, a decisão vai para as penalidades. Igualdades acima de 3 a 3 a vaga vai para Pernambuco. Triunfos dão passaporte direto.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.