é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 04 de novembro de 2018 às 22h11

Enderson pede cautela sobre briga por G6: ‘Um passo de cada vez'

Victor de Freitas

2018-11-04-22-03_capaendersonmoreira56
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

Agora com 40 pontos conquistados após o triunfo por 1 a 0 sobre a Chapecoense, o Bahia fica no meio da tabela. Com seis pontos de vantagem para o Z-4 e seis de diferença para o G-6, o Esquadrão faz suas contas para a sequência do Campeonato Brasileiro. Porém, com pés no chão.

Em entrevista coletiva após o jogo deste domingo (04), o técnico Enderson Moreira pediu cautela ao time e aos torcedores quanto a uma possível disputa por uma das seis vagas na Libertadores de 2019.

Para o treinador tricolor, o Bahia precisa, urgentemente, acabar com qualquer chance de rebaixamento, para então poder focar em objetivos maiores – mas entendendo as dificuldades de disputar uma vaga no G-6.

“Sinceramente, acho que a gente tem um primeiro compromisso que é sair lá de trás. Seis pontos é vantagem, mas não é vantagem determinante. A gente precisa continuar firme. Não gosto de pensar duelo que não posso controlar. Se tivesse uma distância que tivesse controle sobre meus confrontos... Atlético-MG está com 46. Não dá para ficar iludindo o torcedor. Vamos trabalhar para ter a melhor pontuação. Uma coisa de cada vez”, falou o treinador.

Sobre a partida disputada contra a Chape, Enderson admitiu ter visto o Bahia com dificuldades para quebrar a retranca alviverde após ter perdido chances claras nos primeiros minutos. Mas ressalta a importância do resultado.

“Não é nossa equipe que tem dificuldade. Qualquer equipe no Brasil que jogue contra uma equipe recuada tem dificuldade. Hoje tivemos boas oportunidades de sair na frente do placar logo no início. A gente não pode achar que nossos atletas são máquinas e vão trabalhar no melhor rendimento possível em todos os jogos. A gente sabia que era um jogo difícil. Importantíssimos os três pontos. Não nos garante absolutamente nada, vamos continuar com os pés no chão. A gente sabe o que nos espera pela frente”, afirmou.

Fim de tabu:

“É uma situação que a gente está acostumado, acontece em outros lugares. Queria deixar claro que a sequência de bons resultados não entra em campo. Sabe quantos jogos o Bahia ganhou da Chapecoense? Nada do que aconteceu no passado vai influenciar no domingo. É um jogo extremamente difícil. Temos um adversário que pode nos vencer, assim como nós podemos vencer lá”.

Substituição de Lucas Fonseca:

“Ele não conseguiu voltar no segundo tempo. Você acha que qualquer treinador mexe no zagueiro se ele não tiver nenhum problema? Ele infelizmente não conseguiu voltar em função do desgaste”.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.