é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 26 de outubro de 2017 às 19h41

Edigar Junio celebra momento goleador no Bahia

Atacante espera manter bom momento e seguir marcando gols

Victor de Freitas

2017-10-26-19-17_capaedigarjuniolegal
Fonte: Felipe Oliveira/Divulgação/ECBahia

Autor do gol que garantiu o triunfo do Bahia sobre o Vitória, Edigar Junio assumiu o segundo lugar no ranking dos artilheiros do time neste Brasileirão.

Feliz pela boa fase, o atacante celebra o momento goleador - com três gols nos últimos quatro jogos - e espera seguir marcando balançando as redes para ajudar o Esquadrão nas próximas partidas.

"Se for para escolher, quero fazer gol todos os jogos (risos). Quero sempre ajudar o time. Se for com gol, melhor ainda, até porque o atacante tem que estar sempre marcando. Escolheria marcar em todos os jogos", disse o jogador.

Ponta de origem, Edigar Junio já demonstrou facilidade para atuar como centroavante, posição que desempenhou nas finais do Nordestão e nos últimos jogos, justamente como marcou os gols que lhe fizeram ser um dos goleadores do Bahia.

"Eu venho jogando como um nove, mas tem outros centroavantes no elenco. Ontem o Hernane treinou na equipe principal. Estou ali para ajudar e dar meu máximo. Onde o professor achar que estou melhor, que seja assim. Venho fazendo minha parte e dando o máximo para ajudar o Bahia", comentou.

A volta do quarteto do Nordestão?

No treino desta quinta-feira, Carpegiani testou a escalação do quarteto ofensivo campeão do Nordestão, formado por Régis, Allione, Zé Rafael e Edigar Junio entre os titulares.

"Você fala assim e eu lembro da Copa do Nordeste. Temos um entrosamento, nos conhecemos bem. Como eu sempre digo, todos do elenco estão preparados e o professor vai escolher os melhores", declarou.

E a situação de Rodrigão?

"Eu não sei o que está resolvido sobre ele, mas digo que ele faz parte da família. Se ele estiver, temos que blindar ele e acolher da melhor maneira, mas não sei o proceder da situação dele. Não tenho como te falar - afirmou Edigar Junio".

"Sobre a exposição, somos profissionais, mas temos nossa vida pessoal. Somos pessoas públicas e temos que saber o que fazemos para não sermos mal vistos".

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.