é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Nordestão

Publicada em 24 de maio de 2017 às 23h38

É CAMPEÃO!! Bahia vence na Fonte e conquista a taça do Nordestão

Esquadrão solta o grito de campeão nordestino após 15 anos

Victor de Freitas

2017-05-24-23-50_capabahiacampeaonordeste
Fonte: Felipe Oliveira/Divulgação/ECBahia

A espera foi longa. 15 anos se passaram, mas o Bahia volta a dominar a região nordestina. Time de melhor campanha em toda a competição, o Esquadrão de Aço venceu o Sport por 1 a 0, na noite desta quarta-efira, e sagrou-se campeão da Copa do Nordeste pela terceira vez em sua história.

Mais do que a casa do Bahia, a Fonte Nova é a fortaleza tricolor. E nada poderia ser mais justo do que voltar a ser campeão nordestino diante de mais de 40 mil tricolores que lotaram as arquibancadas da Arena.

O terceiro troféu de campeão do Nordestão acontece após o bicampeonato conquistado nas temporadas 2001 e 2002. 

O JOGO

Após empate fora de casa, o Tricolor poderia até empatar sem gols para ser campeão. Mas jogar pelo 0 a 0 não faz parte da história vencedora do Esporte Clube Bahia. Seria muito pouco. Guto e seus titulares também entenderam desta forma e o resultado começou a ser construído ainda no primeiro tempo.

A primeira jogada perigosa da partida aconteceu logo no quarto minuto de jogo, em jogada de Edigar Junio pela ponta direita. O atacante cruzou para o centro da área e Régis cabeceou por cima do gol.

GOL CEDO

Mas a festa tricolor - que foi iniciada antes mesmo do jogo pelos torcedores - não demorou a acontecer dentro de campo. Aos 12 minutos, Armero fez lançamento para Edigar Junio, que driblou facilmente o veterano Durval e tocou de cobertura na saída de Magrão. Um golaço!

Pelo lado do Sport, sua primeira chance perigosa aconteceu aos 13 minutos, em um chute de longa distância feito por Rogério. Este atacante que seria expulso aos 33, após levar dois cartões amarelos - um por confusão e outro por simulação de pênalti.

Mesmo com o placar ao seu favor, o Esquadrão seguiu buscando ampliar ainda na primeira etapa. E chegou perto em duas situações. Régis recebeu passe e chuteou nas redes pelo lado de fora. No segundo lance, Edigar Junio cabeceou na trave.

Passados os primeiros 45 minutos, o Tricolor tinha agora a vantagem no marcador e no número de jogadores em campo. Restava ao time manter a tranquilidade e seguir atuando da mesma maneira como fez na primeira etapa.

2017-05-24-23-50_capabahiacampeaonordeste_1
Fonte: Felipe Oliveira/Divulgação/ECBahia

SEGUNDO TEMPO

Já na segunda etapa, o Esquadrão seguia com maior domínio da posse de bola e com espaço para jogar no campo adversário. Desta forma, tendo a bola em seus pés e um atleta a mais em campo, frequentemente chegava ao gol rubro-negro.

Logo aos dois minutos, Edigar Junio fez mais um gol, porém estava impedido. No minuto seguinte, o mesmo Edigar Junio recebeu cruzamento e finalizou prensado na marcação.

JOGO DOMINADO E CHANCES PERDIDAS

As primeiras chances efetivas da segunda etapa aconteceram aos dez e 12 minutos, em chutes de Régis e Edigar Junio. Ambos pararam em defesas do arqueiro Magrão.

A partir da metade do segundo tempo, o técnico Guto Ferreira passou a apostar em uma estratégia diferente para a sequência do jogo. Colocou Matheus Sales em campo, no lugar de Régis. A substituição formou uma trinca de volantes no meio-campo, tendo Juninho - que havia acabado de entrar - sendo o homem de ligação ao ataque.

Na reta final da partida, o técnico adversário lançou sua equipe ao ataque, com substituições ofensivas mesmo com um atleta a menos. O resultado não poderia ser outro. Foi ainda mais atacado pelo Tricolor, que desperdiçava chances de fazer um placar mais largo.

Apoiado pela velocidade de seus pontas e laterais, o Esquadrão encontrava espaços para armar jogadas de contra-ataques em quase todos os lances. Gustavo, que entrou no segundo tempo, também teve suas chances de balançar as redes, mas também não conseguiu concluir em gol.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.