é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 07 de novembro de 2018 às 17h53

Douglas dispensa favoritismo e quer Bahia focado no triunfo

Goleiro afirma não pensar em favoritismo e nem em "afundar" rival, mas sim em vencer o jogo

Victor de Freitas

2018-10-02-14-06_capadouglas29
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

Pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Bahia vai visitar seu maior rival no próximo domingo (11). No Barradão, o Esquadrão de Aço terá o Vitória pela frente, no último clássico da temporada de 2018.

O Bahia vai chegar no clássico vivendo um momento positivo no campeonato, após ter alcançado as quartas da Sul-americana e estar próximo de fugir do Z-4 e pensar em outros objetivos na Série A. Por outro lado, o rival está mais uma rodada dentro da zona de rebaixamento.

Para o goleiro tricolor, Douglas Friedrich, o momento não é de pensar em favoritismo no clássico, mas sim em ter a maturidade necessária para focar apenas na partida.

"Não acredito em favoritismo. Clássico tem características que qualquer número, qualquer estatística é deixada de lado. A história do clássico faz com que seja uma partida diferente em qualquer momento do ano, na tabela, no campeonato. Temos que ter maturidade para saber que vamos enfrentar uma equipe dentro dos seus domínios, com o apoio da sua torcida, não deixando de analisar o que o adversário já apresentou, e usar toda a capacidade, nossa força para vencer no domingo", projetou o arqueiro.

Douglas diz entender a situação negativa do adversário dentro do Brasileirão, mas reafirma foco apenas em buscar o resultado positivo, independentemente de ter a possibilidade de “afundar” o rival no Z-4.

"A gente entende que o clássico é diferente, tem suas particularidades, então é uma partida especial, que tem um peso a mais. A gente sabe disso, que um clássico, quando você o vence, você sai fortalecido. É importante trazer uma confiança para o torcedor. Porém a gente tem enfrentado, jogo após jogo, sem pensar quem a gente vai afundar, sem fazer essa analogia, sem ter essa pretensão de se preocupar com o clássico. Não adianta ficar torcendo contra se a gente não fizer nossa parte. Nossa evolução tem se dado pela nossa maturidade para conseguirmos fazer os resultados, e que a gente conseguia fazer a maior pontuação do Bahia e a melhor classificação. Penso que é muito possível pelo desempenho que a gente tem tido", falou.

Vitória e Bahia vão se enfrentar às 16h (horário de Salvador) de domingo.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.