é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Mercado

Publicada em 17 de agosto de 2018 às 13h52

Cruzeiro diz ter ficado perto de contratar Zé Rafael

Vice-presidente do clube mineiro diz que oferta do Palmeiras impediu acerto com o Bahia por Zé Rafael

Victor de Freitas

2018-07-04-20-39_capazerafael30
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

O meia tricolor Zé Rafael é um dos principais alvos dos clubes mais ricos do país desde 2017. Após manter o jogador para esta temporada, a diretoria admite negociar o jogador para 2019, entretanto busca o melhor acerto para as duas partes.

Uma das equipes fortemente interessadas no jogador do Bahia é o Cruzeiro. Durante esta temporada, o clube realizou uma oferta oficial no valor de R$ 10 milhões, além de jogadores emprestados. A oferta, no entanto, teria "virado pó" por conta da chegada do Palmeiras na negociações, oferecendo valores maiores ao clube e ao atleta.

Segundo Itair Machado, vice-presidente de futebol do Cruzeiro, não há como competir com o Palmeiras e sua patrocionadora dentro do futebol brasileiro.

“Foi a primeira contratação para 2019 que eu tentei fazer. Me reuni com o Mano, o Mano aprovou, cheguei a trocar minutas (de contrato) com o Bahia, tudo certo. E o Bahia tinha um compromisso com o Palmeiras, que teria prioridade na compra. Só que o Zé Rafael assinou, então não tem validade. O Zé Rafael queria vir para o Cruzeiro. O Bahia bateu o pé, porque o Cruzeiro pagaria 10 milhões de reais e R$ 2 milhões em jogadores emprestados, com o Cruzeiro pagando salários. E acontece que um patrocinador nosso ia pagar. Não era direito econômico, era parceiro mesmo. Ia pagar porque gosta do jogador e queria vê-lo no Cruzeiro. Só que competir com a Crefisa (patrocinadora master do Palmeiras) é difícil. O Palmeiras entrou e ofereceu R$ 16 milhões, sendo R$ 2 milhões de luvas à vista para o Zé Rafael, e dobrou o salário. Mas chegamos a trocar minutas”, disse o dirigente, à rádio Itatiaia.

Esta foi a segunda vez que o Cruzeiro tentou adquirir Zé. No começo da temporada, o clube fez uma sondagem pelo jogador, mas não conseguiu alcançar os valores desejados pelo Bahia na época - cerca de R$ 15 milhões. Novamente, não chegou perto do valor.

De acordo com Diego Cerri, diretor de futebol do Bahia, as negociações com o Palmeiras, envolvendo o futuro de Zé Rafael, haviam sido congeladas durante as quartas de finais da Copa do Brasil.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.