é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Mercado

Publicada em 26 de outubro de 2018 às 20h04

Bahia lucra R$ 2,6 milhões com venda de Talisca a clube da China

Meia formado no Esquadrão volta a render lucro aos cofres do clube

Victor de Freitas

2018-10-26-20-44_capataliscachina
Fonte: Getty Images

Um dos maiores talentos criados nas divisões de base do Fazendão nos últimos anos, Anderson Talisca segue se destacando ao redor do mundo. Agora, jogando no futebol chinês, o meio-campista foi adquirido em definitivo pelo Guangzhou Evergrande por 25 milhões de euros (cerca de R$ 104 milhões).

Vendido pelo Benfica ao Guangzhou, após um período de empréstimo no mesmo clube, Anderson Talisca volta a render lucro para os cofres do Bahia - por ter sido seu clube formador, onde permaneceu entre os 15 aos 20 anos.

Com direito a 2,5% no valor total do montante da transferência, o Esquadrão de Aço lucra R$ 2,6 milhões com a venda do meio-campista ao clube chinês. Assim se tornando uma receita inesperada para o clube em 2018.

Em 2014, Talisca deixou o Bahia por 4 milhões de euros (R$ 12 milhões), sendo que apenas R$ 6 milhões ficaram com o clube. O restante ficou com o empresário Carlos Leite, 20%, e os outros 30% foram divididos igualmente entre três grupos de investidores. Comprador em 2014, o Benfica lucra 21 milhões de euros quatro anos depois.

Desde junho atuando no Campeonato Chinês, Talisca é o principal goleador da competição, com 14 gols em 14 jogos disputados.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.