é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Nordestão

Publicada em 10 de março de 2018 às 17h56

Bahia desperdiça chances e perde para o Náutico fora de casa

Tricolor volta a perder após dez partidas em 2018

Victor de Freitas

2018-03-10-18-00_capanauticoxbahia1
Fonte: Marlon Costa/Pernambuco Press

O Bahia voltou a sentir o gosto da derrota em 2018. Após uma sequência de dez jogos de invencibilidade, o Esquadrão de Aço foi derrotado pelo Náutico, por 1 a 0, pela quarta rodada da Copa do Nordeste.

Com o resultado, o Tricolor segue com seis pontos no grupo C, com seis pontos, e permite a aproximação do próprio Náutico, que agora tem quatro pontos, na terceira posição. O líder Botafogo-PB tem nove e ainda jogará na rodada.

O JOGO

Jogando novamente com o esquema tático 4-2-3-1, com dois volantes e um meia de ligação, o Bahia teve dificuldades para se encontrar no primeiro tempo e pouco conseguiu criar em chances efetivas de gol.

A primeira finalização do jogo saiu dos pés do meia Vinícius, em um forte chute de longa distância, que fez o goleiro Bruno trabalhar e espalmar para longe, aos quatro minutos.

Porém, apesar de o Bahia ter tido a iniciativa, foi o Náutico quem abriu o placar. Aos dez minutos, Tiago chegou a tirar a bola dos pés do atacante Ortigoza, com um carrinho, mas a bola caiu justamente nos pés do acmisa 7 Robinho, que chutou no contrapé do goleiro Douglas e abriu o placar.

Depois de sair na frente, o time pernambucano ganhou motivação e quase ampliou aos 12 minutos. Após bola cruzada na área, Nino desviou para trás e Wallace cabeceou com perigo. Aos 22, o volante Wendell aproveitou bola que sobrou perto da grande área e chutou forte. Passou por cima do travessão.

Com dois volantes e Vinícius como único meia de armação, o meio-campo tricolor se mostrava pouco criativo. Pelas pontas, Zé Rafael e Edigar Junio não conseguiam levar a melhor sobre seus marcadores. Era Léo, pela esquerda, que subia com maior frequência para tentar cruzamentos na linha de fundo.

Para o segundo tempo, Guto Ferreira voltou com duas mudanças. Retornou ao esquema tático de 4-1-4-1, tirando Elton e mandando Élber ao campo. No ataque, Júnior Brumado entrou na vaga de Kayke. As mudanças surtiram efeitos com menos de um minuto.

No primeiro lance do segundo tempo, Júnior Brumado recebeu passe na grande área e chutou forte de perna esquerda, obrigando o goleiro Bruno a fazer grande defesa. No rebote, Zé Rafael também acertou forte chute, porém o arqueiro adversário espalmou mais uma vez.

Aos 12 minutos, Nino Paraíba acertou o pé de fora da área e viu a bola passar perto do travessão. Seria mais um golaço de longe do lateral-direito. Em resposta, o Náutico fez o goleiro Douglas trabalhar em chute de longe do atacante Wallace.

Com o meio-campo povoado por Vinícius e Zé Rafael, o Bahia encontrava mais espaço para chegar ao ataque. Nino Paraíba, pelo lado direito, era acionado constantemente. Aos 25 minutos, o lateral cruzou bola na área e Edigar Junio cabeceou com perigo.

A melhor chance do Tricolor na partida aconteceu aos 38 minutos. Após cruzamento da ponta direita, a bola passou pelos zagueiros alvirrubros e sobrou para Júnior Brumado. O centroavante cabeceou na pequena área e parou em mais uma grande defesa do arqueiro Bruno.

Nos últimos minutos, o Esquadrão fez uma pressão com bolas lançadas na grande área, mas não obteve sucesso nas tentativas de empatar.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.