é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Coluna

Caio Vasconcelos
Publicada em 02/09/2018 às 20h56

Minha Análise - Atlético-PR 2x0 Bahia

Meus Amigos,

 Neste domingo, em partida lamentável, o Bahia foi derrotado de forma incontestável pelo Atlético-PR, pela 22a rodada do BR18.

 Com uma postura digna de pena do ataque tricolor, que não conseguiu incomodar a defesa adversária durante todo o confronto, a defesa segurou o quanto pode o ataque paranaense. Se não fosse o goleiro Douglas teríamos saído da Arena da Baixada com uma goleada histórica, tamanha a diferença entre as equipes na partida. 

 Diferente do jogo anterior, onde EM jogou com 3 volantes, num 4141 modorrento, o Bahia surpreendentemente foi escalado com jogadores de características ofensivas. Vinicius, Elber, Edigar e Gilberto teoricamente deveriam levar perigo ao gol adversário. Ledo engano.

 O que se viu na prática foi um time lento, desinteressado, inerte, frágil e desorganizado. A quantidade de gols perdidos pelo Atlético-PR, principalmente no primeiro tempo, foram de assustar até Binha de São Caetano. Douglas fez pelo menos 4 defesas difíceis, sendo 2 milagres, e o adversário ainda perdeu outras 4 chances claras de gol, algumas com o anjo loiro tricolor já batido no lance.

 O Bahia só teve uma chance clara de gol, aos 45 do 1o tempo, num rebote de escanteio, que o goleiro defendeu e Gilberto concluiu sem ângulo para fora.

 Além disso, deve-se somar o azar de Douglas, que era o melhor em campo e teve que ser substituído no intervalo. Por fim, os gols sofridos foram decorrentes do desgaste da defesa e mérito do ataque adversário. Culpar LF pelo drible tomado é desmerecer a qualidade do adversário no lance. Nossas laterais, volante e meias nada fizeram em campo. Assim, tudo estourou nos zagueiros e em Gregore. 

 Douglas - Foi um monstro enquanto esteve em campo. Uma atuação que merecia ser coroada com um empate, pelo menos. Pena que se lesionou. Quem ainda tinha dúvidas sobre a titularidade do gol tricolor, depois dessas 2 partidas, acredito que não as tenha mais. 

 Bruno - Precisa ter fôlego para jogar 90 minutos. Tomou um passeio hoje de Marcinho que deu pena. Merece ir para o banco. A sorte dele é que Nino consegue ser pior. 

 Tiago - Um dos poucos que se salvou. Fez o que pode.

 LF - Fez um bom jogo. Para mim o mérito é do atacante no drible que ocasiona o primeiro gol. Tudo estourou na zaga.

 Leo - Precisa sair do time por varias rodadas. Ninguém aguenta mais a mediocridade desse rapaz. Não cruza uma bola com qualidade. Parece que só tem aquela medíocre jogada de lateral com as mãos. Hoje foi uma avenida, tomou todas nas costas para Nikao/Jonathan. Apesar de ter tido o pior do time em campo pelo seu lado, não justifica a péssima partida que fez. E pareceu cansado desde o 1o tempo. 

 Gregore - Foi bem. Um dos poucos que se salvaram. Lutou muito.

 Elton - Não roubou uma bola sequer. Partida pífia. Não fez nada em campo. Não atacou e muito menos defendeu. Uma das piores partidas dele esse ano. Injustificável sua manutenção na equipe.

 Vinicius - É impossível alguém justificar a titularidade desse rapaz. Não fez absolutamente nada em campo. Se escondeu do jogo, não chutou uma mísera bola em gol, não acertou uma cobrança de falta/escanteio. Simplesmente não entrou na área, não fez uma tabela com o atacante. E essa tem sido a regra em suas atuações.

 Elber - Apesar de ser um “atacante” destacou-se somente como auxiliar de lateral. Até salvou um lance perigoso, mas com a bola nos pés não fez nada de produtivo. Deveria pensar em virar volante. Talvez tivesse mais sucesso. 

 Edigar Junio - Inexplicável sua escalação, inaceitável a sua atuação, inquestionável caso seja afastado do time após a partida de hoje, por tempo indeterminado. Visivelmente sem preparo físico, sem mobilidade. Aparenta estar exausto, não ataca, não marca, não faz nada. Para piorar, antigamente fazia a parede bem, tinha bom domínio da bola. Hoje, nem isso consegue. Perdeu diversas bolas fáceis, ridiculamente fáceis. Nunca mais na vida deve ser escalado de ponta. Não tem força mais para isso. Deve aceitar a condição de reserva de Gilberto. Ou até reserva do reserva, visto que Brumado merece mais oportunidades, no decorrer dos jogos.

 Gilberto - Luta sozinho. Dá pena ver um atacante tentar roubar a bola e os seus “colegas” de ataque com a mão nas cadeiras. É o único que merece a titularidade, seja pelos gols feitos, seja pela entrega em campo. Espero que a torcida valorize isso. 

 Fernando - Entrou e fez o que pode. Não pareceu nervoso. Não achei culpa nos gols. Achei que fez intervenções com segurança, sem rebote, visto ter estreado hoje nos profissionais.

 Nino - A cada dia que passa eu me arrependo de ter elogiado a contratação dele. Inacreditável o quanto é irresponsável na marcação. Parece que pega o “baba” sem qualquer comprometimento com os demais companheiros. Não marca corretamente, não fecha a linha, toma nas costas, corre como um louco, sem qualquer objetivo. Espero que nunca mais use a camisa do BAHIA. 

 Claiton - Merece uma sequência de titular para ver o que pode apresentar. Injusto cobrar dele quando tem que tabelar com Leo, Elton e Vinicius. Por mim seria titular já na quarta.

 EM - Eu gostaria de perguntar o que passa pela cabeça do Professor “Posto Ipiranga”. Não é possível ele na quarta ir com um time fechado contra o Ceará, que não fez 15 gols no campeonato, e hoje contra um dos melhores times do returno ele escalar essas lesmas sanguessugas de Elton, Elber, Vinicius e Edigar. Inaceitável a escalação. Mudanças urgentes pedem passagem, com as entradas de Paulinho, Flávio, Marco Antônio e Claiton. E Allione, mesmo podre e bichado, não pode ser reserva de Vinicius, com essa bolinha que ele vem jogando. Eu vi o argentino jogar ano passado bem exatamente nessa função e espero que deem à ele novas oportunidades. Espero mudanças já para quanta feira. Se quiser, escale esse time que conseguiremos os 3 pontos:

Douglas (se tiver condições), Bruno (pq Nino não dá), Tiago, LF e Paulinho; Gregore, Flávio e Zé Rafael; Marco Antônio, Claiton e Gilberto. 

 Qualquer coisa, jogue Marco Antônio para o meio, como ele foi formado, e ponha ZR10 na direita. Esse é o time. Não invente mais, por favor, senão você vai pegar seu “boné” lá no “posto Ipiranga” rapidinho.

Outras colunas
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.